terça, 28 de maio de 2024
SpaceMercado

Light (LIGT3): WNT passa a deter 21,80% do capital social

Empresa convocou uma assembleia-geral extraordinária (AGE) para o dia 7 de junho, com o objetivo de ratificar o pedido de recuperação judicial

18 maio 2023 - 11h34Por Lucas de Andrade

A 12ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) indeferiu os recursos da AZ Quest Altro Master Fundo de Investimentos, da Simplific Pavarini, do Vórtx e do banco Morgan Stanley contra a decisão da 3ª Vara Empresarial, que autorizou a recuperação judicial da Light (LIGT3).

A empresa declarou dívida de R$ 11 bilhões.

As decisões são do desembargador José Carlos Paes.

 

A companhia convocou uma assembleia-geral extraordinária (AGE) para o dia 7 de junho, com o objetivo de ratificar o pedido de recuperação judicial.

 

Em outra frente, informou que a gestora WNT, que tem entre seus principais acionistas o Banco Master, passou a deter 21,80% do capital (81.205.300 ações ordinárias) e se tornou acionista majoritária.

 

As informações são de Bom Dia Mercado e O Estado de S.Paulo.

 

*Matéria atualizada às 11:32, do dia 18 de maio de 2023, com a correção sobre a notícia de que a gestora WNT pertencia a Nelson Tanure. A informação não procede e foi notificada pela GBR Comunicação.