sábado, 27 de novembro de 2021
Empreendedorismo feminino

KPMG investe R$ 1 milhão na WE Impact, venture focada em startups lideradas por mulheres

A partir do apoio da KPMG, a WE Impact pretende impactar, por meio de diversas ações, a vida de mais de mil mulheres

26 julho 2021 - 14h20Por Redação SpaceMoney
Campanha Black Friday 2021 - Warren

Nesta segunda-feira (26), a consultoria KPMG anunciou um investimento de R$ 1 milhão na WE Impact, venture builder focada em startups de tecnologia lideradas por mulheres.

A iniciativa está distribuída em algumas frentes de ações: investimento de R$ 1 milhão em debêntures simples de série única não conversíveis em ações, compartilhamento de conteúdo, participação em mentorias coletivas e realização de eventos.

A atuação conjunta das duas organizações também será direcionada para que os recursos compartilhados com as startups investidas incluam uma rede exclusiva de profissionais de destaque no mercado e grandes corporações para apoiar o aperfeiçoamento de seus produtos tecnológicos, construção de times e desenvolvimento de growth mindset.

"O objetivo do nosso apoio é apostarmos no empreendedorismo feminino e contribuirmos de fato para o crescimento do ecossistema de startups fundadas por mulheres. Apenas 7% das startups consideradas unicórnios no Brasil, ou seja, com avaliação de mercado superior a US$ 1 bilhão, têm fundadoras mulheres. Queremos impactar positivamente esse mercado. Há muito o que fazer e estamos no caminho certo para transformarmos essa realidade", afirma Carolina de Oliveira, sócia-diretora de Private Enterprise da KPMG no Brasil.

Atuando no Brasil desde 2020, a WE Impact proporciona investimentos de até R$ 500 mil em startups early-stage que tenham mulheres no quadro societário e/ou na direção. Além disso, as startups precisam ter tecnologia embarcada, hardware ou software, e modelo de negócios B2B.

Desde a sua fundação, a Venture Builder já investiu mais de R$ 1,5 milhão no empreendedorismo feminino tecnológico, impactando a vida de mais de 100 mulheres desse ecossistema. A partir do apoio da KPMG, a ideia é impactar, nas diversas ações, mais de mil mulheres.

"O apoio da KPMG é estratégico para mitigar as principais causas de mortalidade das startups fundadas por mulheres. Nosso foco será contribuir para destinar recursos financeiros e conhecimento para startups alinhadas com essa vertente de diversos setores e regiões do Brasil. Estamos apostando, por meio deste apoio, nessas startups e no impacto que suas soluções podem gerar para o mercado e a sociedade", afirma Jubran Coelho, sócio-líder de Private Enterprise da KPMG no Brasil.

Com informações de Ricardo Viveiros & Associados - Oficina de Comunicação (RV&A).

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content