segunda, 08 de agosto de 2022
[OGF - VIP - SPACENOW DESKTOP - TESTE A/B - 22-6-2-22]
Indicadores Econômicos

IPP: inflação da indústria fica em 0,56% no mês de fevereiro, diz IBGE

No índice que registra os últimos 12 meses, a taxa foi de 20,05%

30 março 2022 - 09h02Por Redação SpaceMoney
Fábrica da ThyssenKrupp AG em Duisburg, AlemanhaFábrica da ThyssenKrupp AG em Duisburg, Alemanha - Crédito: Reuters/Wolfgang Rattay

Os preços no setor industrial em fevereiro de 2022 tiveram alta de 0,56% em relação a janeiro. Na passagem de janeiro para dezembro, a variação foi de 1,20%.

No índice que registra os últimos 12 meses, a taxa foi de 20,05%. Em janeiro, havia sido de 25,53%. No acumulado do ano o indicador atingiu 1,77%.

As informações, divulgadas nesta quarta-feira (30), são do Índice de Preços ao Produtor (IPP), medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

[OGF - VIP -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250 - TESTE A/B - 22-6-2022]

Pelo terceiro mês seguido a indústria extrativa é o destaque com a maior variação, 8,34%, e a maior influência: 0,44 p.p., em 0,56% do resultado do IPP. 

O IPP mede a variação dos preços de produtos na “porta da fábrica”, isto é, sem impostos e frete, de 24 atividades das indústrias extrativas e da transformação.

Dessas, 15 apresentaram alta. Os quatro setores com maiores variações, em termos absolutos, foram: indústrias extrativas (8,34%); fumo (-2,92%); madeira (-2,73%); e metalurgia (-2,55%).

[OGF - VIP -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

De acordo com o analista da pesquisa, Murilo Lemos Alvim, o resultado desacelerou em relação a janeiro, mas o indicador de dezembro foi inferior ao registrado em fevereiro, o que mostra que não se pode afirmar que é uma tendência de queda.

Ele explica que parte da desaceleração de fevereiro está relacionada ao câmbio.

“O resultado de fevereiro tem ligação com a variação cambial, pois o mês registrou a maior queda do dólar em 20 meses. A moeda norte-americana caiu cerca de 6%. Essa depreciação do dólar pode ser observada tanto no acumulado do ano (mais de 8%) quanto no acumulado em 12 meses (mais de 4%). Se pegarmos as quatro atividades que se destacaram com as maiores variações, três tiveram queda de preços. São as atividades que têm impacto direto do dólar: fumo, madeira e metalurgia. Há diversos produtos exportáveis e isso se reflete no preço que será recebido pelo produtor em real; se o dólar cai ele vai receber menos. Há ainda vários setores que dependem de insumos importados, com o dólar mais baixo o preço desses insumos ficará mais baixo”, analisa Alvim.

[EBOOK - COMO INVESTIR 50k -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

Buscando rentabilidade na Bolsa de valores? Saiba como aumentar seus retornos com um assessor da Ipê Investimentos via WhatsApp.

Na indústria extrativa, tanto óleo bruto de petróleo quanto minério de ferro, commodities com preços cotados no mercado internacional, tiveram altas de preços.

“As consequências da guerra entre a Rússia e a Ucrânia não tiveram um impacto claro no resultado do IPP. O início da invasão na Ucrânia aconteceu no fim de fevereiro; e as principais sanções econômicas contra a Rússia, ocorreram a partir de março. O que provocou a alta das duas commodities foi a redução da oferta, junto com uma demanda aquecida”, diz o analista do IPP.

Já o setor de automóveis teve em fevereiro variação de 0,28%, 20º resultado positivo consecutivo neste indicador. Com isso o setor acumula uma variação de 2,55%.

E a variação acumulada nos últimos 12 meses apresentou um aumento de 14,79%, abaixo dos 15,94% observados em janeiro, que também havia sido o maior resultado da série para este indicador.

Mais sobre a pesquisa

O IPP acompanha a mudança média dos preços de venda recebidos pelos produtores domésticos de bens e serviços, e sua evolução ao longo do tempo, sinalizando as tendências inflacionárias de curto prazo no país. Trata-se de um indicador essencial para o acompanhamento macroeconômico e um valioso instrumento analítico para tomadores de decisão, públicos ou privados.

As informações são da Agência de Notícias IBGE.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: