segunda, 16 de maio de 2022
Big Data Smartbrain

Investidores diminuem alocação em fundos de renda fixa e aumentam em ações no mês de dezembro

Fundos multimercado continuam com a maior participação, apesar de pequena queda de 43,41% para 43,07% na passagem de novembro para dezembro

13 janeiro 2022 - 14h54Por Redação SpaceMoney

De acordo com o estudo Big Data Smartbrain, da plataforma Smartbrain,  de controle e consolidação de investimentos do país, a composição média das carteiras em dezembro sofreu algumas alterações, com leve queda na alocação para a renda fixa e aumento em alocação em ações.

A parcela de renda fixa – fundos dessa classe e títulos públicos e privados – atingiu 30,89% em dezembro, tendo uma diminuição em relação ao mês anterior. Em novembro, essa participação foi de 32,12%. 

Ainda no último mês do ano, os fundos multimercados continuaram com a maior participação, mas tiveram uma pequena queda de 43,41% em novembro para 43,07% em dezembro. 

Por sua vez, a fatia de ações e fundos de ações ocuparam 13,26% das carteiras em dezembro, um leve aumento em comparação com novembro (12,39%). 

Em dezembro, o Ibovespa subiu 2,85%, após fechar cinco meses consecutivos no negativo. No acumulado de 2021, o Ibovespa fechou com queda de 11,93%.

A taxa básica de juros Selic chegou aos 9,25%,  sétimo aumento consecutivo promovido pelo Comitê de Política Monetária (Copom do Banco Central).

O dólar comercial fechou em queda de 2,06% em dezembro, cotado a R$ 5,575. No acumulado do ano de 2021, a moeda terminou 2021 com alta de 7,47% contra o real.

Já o Ifix – Índice de Fundos Imobiliários -- fechou com alta de 8,66% em dezembro, a maior alta mensal desde dezembro de 2019.

Veja o gráfico representativo das carteiras médias em dezembro:

Veja o gráfico representativo das carteiras médias em novembro:

Com informações de VCRP Brasil.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content