Menu
Busca sábado, 16 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Prévia

Internacional: fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta terça-feira (24)

Aqui está o que você precisa saber sobre os mercados financeiros hoje

24 agosto 2021 - 09h18Por Investing.com

Por Geoffrey Smith e Ana Beatriz Bartolo, da Investing.com - Os mercados de ações chineses se recuperam com o retorno da confiança e com o ataque regulatório aparentemente em redução, assim como os preços do petróleo e das commodities industriais.

O Partido Democrata ainda não consegue decidir qual projeto de lei de incentivo econômico aprovará primeiro.

As ações devem continuar com a alta da véspera em Wall Street.

No Brasil, movimentação corporativa com aquisições e parcerias estratégicas. E Brasília continua em chamas com aproximidade das manifestações pró-governo de 7 de setembro.

Aqui está o que você precisa saber sobre os mercados financeiros na terça-feira, 24 de agosto:

1. Retomada do mercado de ações da China
As ações chinesas tiveram seu melhor dia neste ano, já que os caçadores de pechinchas, tanto locais quanto estrangeiros, abocanharam nomes que venderam fortemente nas últimas semanas com a percepção de que o impacto da nova regulamentação pode ser menos drástica do que temido.

O sentimento mudou drasticamente no mercado chinês desde que o país disse que interrompeu a disseminação da Covid-19 pela comunidade com um mês de medidas de distanciamento social draconianas. A perspectiva de relaxamento deve restaurar alguma confiança na dinâmica de crescimento da China para o resto do ano.

Alibaba (NYSE:BABA) (SA:BABA34) subiu 4,77% no pré-mercado, enquanto JD.com (NASDAQ:JD) (SA:JDCO34), cujos fortes resultados na segunda-feira levaram a guru de investimentos em tecnologia dos EUA Cathie Wood a fazer seu primeiro o investimento considerável na China em meses, avançava 8,38%.

JD.com disse na segunda-feira que o impacto da nova regulamentação pode não ser muito oneroso.

Quanto ao resto, o sentimento na China foi melhorado por outra sessão completa sem um novo susto regulatório.

2. Movimentação corporativa no Brasil e Brasília em chamas
A Qualcomm (NASDAQ:QCOM) (SA:QCOM34), fabricante de chipset, fechou um contrato com a Intelbras (SA:INTB3) para licenciar sua tecnologia 5G com exclusividade para a produção de equipamentos e dispositivos de telefonia na América Latina, segundo o jornal Valor Econômico.

A empresa brasileira pretende investir R$ 150 milhões em projetos para criar infraestrutura e equipamentos relativos ao 5G.

A Cosan (SA:CSAN3) anunciou ontem (23) que pretende comprar a totalidade da TUP Porto São Luís por R$ 720 milhões.

A companhia também se organiza para montar uma futura joint venture no ramo de mineração junto com o Grupo Paulo Brito, fundador e controlador da Aura Minerals (SA:AURA33).

Já a Vitru (NASDAQ:VTRU), controlada pela Uniasselvi listada na Nasdaq, anunciou um acordo de combinação de negócios de 100% do capital social do Centro de Ensino Superior de Maringá, a Unicesumar, pelo valor de mercado de R$ 3,228 bilhões.

A Vitru pagará 62,9% do montante em dinheiro, 19,4% com emissão de novas ações e dos 17,7% restantes serão pagos à vista 12 meses após o fechamento do acordo, ajustados pelo IPCA.

Lá em Brasília, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) volta a defender o voto impresso e insufla atos pró-governo e contrárias a governadores e ao STF marcados para 7 de setembro.

Os governadores se reuniram na véspera e solicitam reunião com Bolsonaro para baixar tensão da crise. Os chefes estaduais temem a radicalização de policiais militares (PMs) durante as manifestações, pois convocações são realizadas por oficiais da ativa e da reserva em pelo menos seis estados, de acordo com O Estado de S.Paulo.

No STF, a Reuters informa que os ministros do STF não devem revidar o presidente em pautas de estabilidade econômica.

Para amanhã, está agendado o julgamento da constitucionalidade da lei de autonomia do Banco Central, aprovada pelo Congresso no início do ano.

O ato de inconstitucionalidade foi solicitado pelos partidos de oposição que alegam "vício de origem", pois o projeto de lei deveria ter sido de autoria do governo federal, e não do Senado, como ocorreu com a lei aprovada.

3. Futuros de NY em alta
Os mercados de ações dos EUA devem abrir em alta mais tarde, estendendo os ganhos de segunda-feira com o retorno da confiança para a economia chinesa e o mercado financeiro.

Às 8h59, Dow Jones futuros, S&P 500 futuros e Nasdaq 100 futuros avançavam respectivamente 0,14%, 0,13% e 0,14%. O EWZ, fundo de índice que mede desempenho das ações brasileiras em Nova York, subia 0,49% no pré-mercado.

Os EUA registraram seu maior número de novos casos Covid-19 desde janeiro na segunda-feira, enquanto a contagem média diária de sete dias de mortalidade voltou a ficar acima de 1.000 pela primeira vez desde abril.

Em Washington, os representantes do Partido Democrata chegaram a um impasse em negociações sobre dois projetos de lei de gastos no centro da agenda econômica do presidente Joe Biden.

Em negociações que se arrastaram até tarde da noite de segunda-feira, a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, não conseguiu convencer os democratas moderados que apoiaram um projeto bipartidário de US$ 550 bilhões para gastos em infraestrutura a abandonar sua insistência em aprová-lo antes que a Câmara vote o pacote de US$ 3,5 trilhões em gastos que visam reforçar o estado de bem-estar social dos EUA.

De interesse mais de curto prazo para a economia, espera-se que as vendas de novas casas tenham interrompido o declínio de um ano em julho.

Os dados devem ser apresentados às 11h00, juntamente com a pesquisa de produção local do Federal Reserve de Richmond.

4. Samsung responde à corrida armamentista dos fabricantes de chips
A gigante de tecnologia coreana Samsung (LON:0593xq) marcou a recente libertação da prisão do alto executivo Lee Jae-yon com o anúncio de um plano para investir US$ 206 bilhões nos próximos três anos, um aumento de um terço em relação ao atual período de três anos.

A mudança reflete, em parte, a competição acirrada entre os fabricantes de chips para trazer mais capacidade para satisfazer a crescente demanda por semicondutores.

A falta de capacidade ociosa desempenhou um papel fundamental na escassez global de chips para muitos setores industriais neste ano, que agora ameaça se estender além da metade do próximo ano, de acordo com o presidente da Apple (NASDAQ:AAPL) (SA:AAPL34)

Os planos da Samsung provavelmente incluirão uma expansão de sua divisão BioLogics, bem como uma decisão sobre uma fundição de US$ 17 bilhões programada para ser construída nos EUA, de acordo com o The Wall Street Journal.

Isso permitirá que ela seja mais competitiva no segmento de fabricação de chips de terceiros.

5. Petróleo e minério de ferro sobem com otimismo da China
Os preços do petróleo bruto e outras commodities industriais ampliaram sua recuperação na perspectiva de um rápido retorno da demanda chinesa, agora que as autoridades começaram a declarar vitória sobre a onda de Covid-19 no país asiático.

Às 09h07, os contratos futuros do petróleo WTI subiam 1,4%, a US$ 66,56 o barril, enquanto os futuros do petróleo Brent avançavam 1,48%, a US$ 69,38 o barril.

Os preços do minério de ferro em Cingapura tiveram alta de 10%, enquanto estanho, paládio e cobre subiam também.

A atenção do mercado mais tarde provavelmente estará focada nos estoques semanais de petróleo do American Petroleum Institute, com o mercado projetando por uma forte queda nos estoques de petróleo e gasolina conforme a temporada de verão se aproxima de seu pico final.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: