Menu
Busca quarta, 20 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
SpaceNow

Ibovespa sobe 0,2%, aos 122 mil pontos; dólar vira para alta, cotado a R$ 5,23

Veja os principais fatores que influenciam os mercados nesta segunda-feira (10)

10 maio 2021 - 14h01Por Redação SpaceMoney

O Ibovespa, principal índice acionário da B3, a bolsa brasileira, operava o pregão em alta nesta segunda-feira (10).

Por volta das 14h00, os ganhos eram de 0,26%, aos 122.350 pontos.

O dólar tinha valorização de 0,07%, cotado a R$ 5,231.

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje:

Mercados internacionais

Ásia (encerrados)

Nikkei 225 (Jap): 0,55% ↑

Shanghai Composite (Chi): 0,27% ↑ 

Europa (encerrados)

DAX 30 (Ale): 0,004% ↑  

FTSE 100 (Ing):  0,08% ↓ 

CAC 40 (Fra): 0,007% ↑ 

EUA

Dow Jones: 0,71% ↑ 

S&P 500: 0,10% ↓ 

Nasdaq 100: 1,54% ↓ 

Reforma Tributária

A decisão do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), de fatiar a Reforma Tributária foi vista como a pá de cal nas chances de avanço das reformas no Congresso até o fim do atual governo.

Embora Lira tenha prometido abrir o diálogo com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para definir os próximos passos, especialistas e lideranças políticas avaliam que as duas Casas falarão "cada uma a sua língua", sem chance de novo consenso em torno de uma proposta.

Enquanto Lira se alinha ao ministro da Economia, Paulo Guedes, e defende a divisão da reforma tributária em quatro partes, e prioriza a fusão de PIS e Cofins (dois tributos federais), Pacheco deu sinais de que pretende deixar a comissão mista concluir os trabalhos.

No Senado, já se articula levar o relatório do deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), que é amplo e alcança tributos federais, estaduais e municipais incidentes sobre o consumo, para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, para "driblar" a tentativa de fatiamento da Câmara.

Covid-19

O Brasil registrou neste domingo (9) 1.024 novos óbitos em decorrência da Covid-19, o que eleva o total de vítimas fatais da doença para 422.340, informou o Ministério da Saúde.

Segundo os dados da pasta, também foram notificados 38.911 novos casos de coronavírus, com total de infecções confirmadas no país alcançando o patamar de 15.184.790 desde o início da pandemia.

Em relação à vacinação, foram aplicadas no Brasil 46.516.233 doses de vacinas contra a covid-19, segundo dados disponíveis no portal Localiza SUS, do Ministério da Saúde. Deste total, 31.522.511 pessoas foram vacinadas com a primeira dose e 14.993.722 receberam a segunda.

Neste domingo, 6.127 doses foram aplicadas.

Cesta básica

O custo médio da cesta básica de alimentos aumentou em 15 cidades e diminuiu em outras duas (Belém e Salvador), entre março e abril de 2021, de acordo com a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada mensalmente pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) em 17 capitais.

Combustíveis

O preço médio do diesel nos postos de combustíveis do Brasil registrou forte alta na última semana, a primeira desde o fim de uma isenção de impostos federais sobre o produto, mostrou pesquisa publicada nesta sexta-feira pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis.

O preço médio do diesel saiu de R$ 4,42 para R$ 4,52. Já a gasolina ficou oito centavos mais cara (R$ 5,57) e o etanol subiu mais cinco centavos (R$ 4,69).

Temporada de balanços 

Após o fechamento do mercado nesta segunda-feira (10), Aura Minerals, Blau Farmacêutica, Direcional, Intelbras, Log-in, Marisa Lojas, Mitre, Mobly e Petz divulgam seus balanços trimestrais. Alupar e Itaúsa também informam seus resultados hoje, mas não informaram horário.

Confira abaixo outros balanços já divulgados:

Banco Pan (SA:BPAN4) - O Banco Pan reportou, na manhã desta segunda-feira (10), o lucro líquido de R$ 190,27 milhões no primeiro trimestre de 2021, alta de 11,56% na comparação com o lucro de R$ 170,55 milhões obtido em igual período do ano anterior. O lucro por ação ficou em R$ 0,16, ante R$ 0,14 na mesma base de comparação.

M. Dias Branco (SA:MDIA3) - A M. Dias Branco, líder nos mercados de biscoitos e massas do Brasil, registrou lucro líquido de R$ 15 milhões no primeiro trimestre de 2021, forte queda de 89% em relação ao mesmo período do ano passado, quando a chegada da pandemia da Covid-19 gerou uma corrida por produtos no varejo.

Com informações da Agência Brasil e da Investing.com

Veja como as ações operam hoje no Ibovespa

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: