sexta, 24 de maio de 2024
SpaceMercado

Ibovespa em 2023: dias melhores virão, indica Inter Research

Analistas projetam Ibovespa em 118 mil pontos ao final deste ano, upside de cerca de 7%

24 maio 2023 - 10h37Por Mari Galvão

Desde o final do ano passado, o Ibovespa tem se mantido praticamente estável, com alta próxima de 0,1% no acumulado de 2023. 

Nesta quarta-feira (24), o Ibovespa recuava 0,57%, aos 109.298 pontos, por volta de 10:36. Na projeção do Inter Research, o índice pode chegar aos 118 mil pontos ao final de 2023. 

No radar dos investidores o cenário macroeconômico ainda é incerto, com algumas dúvidas sobre responsabilidade fiscal, inflação dando indícios de queda e política monetária do Banco Central de manter os juros em 13,75% ao ano. 

Em relatório, a Inter Research destaca também que os juros elevados seguem pressionando o endividamento das companhias. As empresas mais fragilizadas ou já mostram impactos nos resultados ou recorrem à recuperação judicial, o que coloca o mercado de crédito em modo restritivo e cauteloso. 

Os bancos também mostram cautela sobre a inadimplência, tanto de pessoa física quanto com empresas ligadas à economia doméstica, indica o Inter. 

Contudo, na análise de Gabriela Joubert e Matheus Amaral, o cenário parece que tem se desenhado para uma inflexão e fatores externos tem contribuído para uma percepção de que dias melhores virão. 

"A começar pelo preço das commodities, com o petróleo e o minério de ferro com preços arrefecidos, o que traz menor pressão inflacionária, e já vemos a inflação mostrando conversão para a meta, aumentando a pressão para que o BC reduza os juros em breve", pontuam.

Além disso, os analistas citam que, de lá para cá, o Ibovespa tem sofrido com um valuation nas mínimas históricas, negociando a cerca de 7x lucros – o que também é reflexo de um juro elevado e revisão para baixo das projeções de lucros das companhias para o ano. 

Neste sentido, eles esperam dois fatores (controversos) para que o múltiplo se ajuste à média: i) revisão de lucros para baixo, fazendo com que o ajuste se faça via lucro e não preço e ii) melhora macroeconômica via redução da taxa de juros, o que beneficia o valuation e condições macro para lucratividade das companhias.

Sem as companhias de commodities e do setor financeiro, o índice representa 40% das empresas e, em termos de lucros, é menos significativo, representando 17%.

Mas falando de preços, o Inter ressalta que o índice se mostra barato negociando a 18x lucros esperados para 2023, tendo uma média de 28x lucros e ainda conta com melhores perspectivas na revisão de lucros do mercado, principalmente vindo da indústria, Varejo, Real Estate e Saúde.

 

Tags: Ibovespa