Menu
Busca quarta, 27 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
SpaceDica

ETFs: entenda o que são, como funcionam e o que você precisa para investir

Nessa modalidade, é possível aplicar em fundos que seguem diferentes índices, o que possibilita ao investidor aportar seu capital em diversos setores

17 junho 2021 - 12h20Por Redação SpaceMoney

Os ETFs (Exchange Traded Funds, no inglês), ou fundos de índice, são fundos de investimentos ligados a algum índice de referência. Isto é, eles são negociados na bolsa de valores, da mesma forma que as ações, e seguem as movimentações de um índice específico. 

Na prática, os ETFs funcionam da seguinte maneira: vários investidores compram uma cota do fundo e aplicam seu patrimônio em conjunto. Os ativos são escolhidos por um gestor, que irá compor o fundo com ações incluídas na carteira do índice de referência e com a mesma proporção.

A rentabilidade desses fundos varia de acordo com as movimentações do índice ao qual ele está atrelado. Ou seja, se o índice de referência de um certo fundo valoriza ou desvaloriza, o ETF seguirá próximo a essa variação.

No Brasil, por exemplo, existem ETFs atrelados ao Ibovespa, que é formado por cerca de 60 empresas que negociam o maior volume de papéis diariamente na B3, e serve como "termômetro" do mercado de capitais brasileiro. Se o Ibovespa sobe, esses fundos ganham. Por outro lado, se ele cair, os investidores também perdem.

Uma das grandes vantagens de se investir em ETFs é a questão da diversificação. Isso se dá porque é possível aplicar em fundos que seguem diferentes índices e possibilitam ao investidor aportar seu capital em diversos setores.

Como investir em ETFs
O investimento nesses fundos acontece de maneira rápida e simples. O interessado pode comprar cotas de qualquer ETF listado na B3, a bolsa de valores brasileira, por meio de uma corretora credenciada.

Um exemplo é o fundo de criptomoedas Hashdex Nasdaq Crypto Index, que estreou no dia 26 de abril na bolsa, tornando-se o primeiro ETF de criptomoedas do Brasil.

Há também o IVVB11, que segue o S&P 500, índice composto por ativos cotados nas bolsas de Nova York (Nyse ou Nasdaq), nos Estados Unidos.

A lista completa de ETFs disponíveis na B3 (B3SA3), bem como as informações de cada um, podem ser conferidas no site da Bolsa.

Taxas
Ao investir em um ETF, você deve estar ciente de que poderá pagar quatro taxas, que podem ser de: 

- corretagem, cobrada pela corretora para realizar as operações e transações de compra e venda (podem ser preço fixo ou variável); 

- custódia, cobrada pelas corretoras e também pela Bolsa, com o objetivo de cobrir os custos operacionais pela segurança dos ativos;  

- emolumentos, cobrados por operação realizada pelos serviços prestados, e é feita pela B3 e pela CBLC (Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia);

- e de administração, essa é realizada anualmente, e é feita pela administradora do fundo e do próprio ETF.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: