sexta, 24 de maio de 2024
SpaceNews

Estados Unidos estendem até o fim do ano dispensa de entrevistas para vistos

Especialista em Direito Internacional, Leonardo Leão, afirma que mesmo assim, quem planeja viajar ao país deve se preparar antecipadamente, com um ou dois anos, para evitar problemas de última hora

09 abril 2023 - 14h00Por Lucas de Andrade

O governo dos Estados Unidos estendeu até o fim deste ano a autorização para que consulados e embaixadas dispensem, quando necessário, a realização da entrevista presencial para a emissão de certos tipos de vistos.

A medida já havia sido adotada no ano passado para reduzir o tempo de espera de brasileiros não imigrantes na obtenção de vistos, que está chegando a 16 meses.

Até 31 de dezembro de 2023, funcionários consulares podem dispensar entrevistas pessoais para novas solicitações ou renovações, de acordo com cada caso.

De acordo com a medida adotada pelos Estados Unidos, qualquer renovação de visto, incluindo de negócio e turismo (B1/B2), por exemplo, poderá ser dispensada da entrevista, se o visto anterior não tiver vencido há mais de 48 meses.

Oficiais consulares também poderão dispensar a exigência de entrevistas nos casos de primeiro pedido ou renovação do visto H-2, voltado para estrangeiros que vão aos EUA realizar trabalhos temporários e sazonais.

Ainda poderão ser isentos da entrevista solicitantes dos três tipos de visto de estudo e intercâmbio, F, M e J, além dos vistos H-1, H-3, H-4, L, O, P e Q (são basicamente de trabalho, estágio, incluindo atletas) caso já tenham recebido um visto americano anteriormente e nunca tenham tido um pedido de entrada nos EUA negado.

O Departamento de Estado divulgou que: “reconhece o impacto positivo das viagens aos Estados Unidos por estudantes estrangeiros e portadores de visto de trabalho temporário na economia dos EUA e está comprometido em facilitar as viagens de não imigrantes e reduzir ainda mais o tempo de espera de vistos. Temos o prazer de anunciar que o Secretário de Estado determinou a extensão da autoridade dos funcionários consulares para dispensar entrevistas pessoais para certas categorias de vistos de não imigrante até 31 de dezembro de 2023".

O advogado, especialista em Direito Internacional, consultor de imigração e sócio da Leão Group, Leonardo Leão, comenta que existem 187 tipos de vistos para os EUA e os mais solicitados pelos brasileiros são os de turismo e negócios.

Os Estados Unidos estão entre os destinos preferidos dos brasileiros para viagens turísticas no exterior.

Mais de 6,2 milhões de brasileiros têm o visto norte-americano de turismo, dos quais 682 mil foram concedidos de janeiro a novembro do ano passado, segundo o Escritório Nacional de Viagem e Turismo dos EUA.

Nos onze meses de 2022, mais de 1 milhão de brasileiros se aventuraram em solo americano para atividades turísticas e o Brasil foi o sétimo país que mais enviou viajantes aos Estados Unidos, aponta o Escritório.

“Os Estados Unidos estão atuando para facilitar a ida de não imigrantes ao país com a dispensa de entrevista para alguns casos de concessão de visto. Mesmo assim, quem planeja viajar ao país deve se preparar antecipadamente, com um ou dois anos, para evitar problemas de última hora”, afirma Leonardo.

A decisão de dispensar a entrevista, no entanto, cabe aos funcionários consulares, que poderão exigir que ela seja feita mesmo nos casos elegíveis de isenção, de acordo com as condições de cada posto diplomático.

Os candidatos devem verificar sites das embaixadas e consulados para obterem informações mais detalhadas. 

“A Leao Group trabalha com todos os tipos de visto, de imigrantes e não imigrantes. Fazemos um planejamento imigratório de acordo com o perfil de cada pessoa que pretende viajar ao país. Nossa consultoria é focada em realizar o sonho dos brasileiros, desde os que querem visitar os Estados Unidos, os que pretendem trabalhar ou investir no país, até quem quer obter o green card. Cada situação depende de um planejamento diferenciado e um atendimento individualizado. Tudo é possível”, afirma Leão.

 

As informações são de Betini Comunicação.