Menu
Busca sexta, 22 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Combustível Transparente

Em protesto, posto da zona central de SP vai vender gasolina a R$ 0,40 o litro na quinta-feira (30)

Ação da AbriLivre quer mostrar que os postos não são os vilões pela alta dos combustíveis e que muitas medidas precisam ser realizadas pelo Governo para garantir preços mais baixos e justos aos consumidores

28 setembro 2021 - 15h05Por Redação SpaceMoney

A AbriLivre (Associação Brasileira dos Revendedores de Combustíveis Independentes e Livres) realiza na próxima quinta-feira, 30 de setembro, a campanha Combustível Transparente, que visa conscientizar o consumidor de que o posto não é o vilão pelos preços elevados dos combustíveis.

Além disso, de acordo com Rodrigo Zingales, diretor-executivo da AbriLivre, a ação quer mostrar que muitas medidas precisam ser realizadas pelo Governo para garantir preços mais baixos e justos aos consumidores.

O movimento acontecerá no Posto Super 9, localizado na rua Professor Daher Cutait, 40, Bela Vista, zona central de São Paulo, e deve começar às 11:00 horas, com distribuição de senhas no local para quem quiser abastecer nas bombas de abastecimento exclusivas da ação.

Para atender o maior número de consumidores paulistanos, o dono do posto, André Marra, doou à AbriLivre 4 mil litros de gasolina comum para a realização da campanha.

"Como o meu posto é bandeira branca, ou seja, não temos contrato de exclusividade com nenhuma distribuidora, a margem de lucro depende do valor que eu pago no combustível, que pode variar a cada dia. A margem pode ser, no dia da ação, por exemplo, de 50 centavos ou 35 centavos ", destacou.

Será concedido, então, aos motoristas de automóveis o direito de abastecer até 10 litros ao preço de R$ 0,40 o litro. Este valor é referente à margem média do lucro bruto dos postos, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

"Quarenta centavos é a margem bruta média do posto - diferença do preço pago pelo dono de posto a uma distribuidora e o preço de venda praticado ao consumidor. Com esses R$ 0,40 por litro, o posto paga seus funcionários, o aluguel, os tributos, as taxas ambientais e de fiscalização, luz, água e todos os demais custos operacionais. Além disso, no final do mês, tem que torcer para conseguir levar algum dinheiro para a sua casa. A grande maioria dos postos brasileiros não chega a vender 200 mil litros por mês", enfatizou Rodrigo Zingales, diretor executivo da AbriLivre.

São esperados cerca de 400 veículos abastecidos durante a campanha e será aceito apenas pagamento em dinheiro.

O cliente que optar por abastecer nas bombas exclusivas da campanha, terá uma senha. Será permitida apenas uma senha por veículo.

Com informações de Lam Comunicação.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: