sexta, 24 de maio de 2024
SpaceProventos

Dividendos e JCP: anúncio de Vivo (VIVT3), corte para Raízen (RAIZ4) e ex-direitos para BRB (BSLI3)

Veja informações como datas de corte e de pagamento e valores por ação

16 março 2023 - 11h40Por Redação SpaceMoney

Enquanto a Vivo (VIVT3) anunciou o pagamento de R$ 290 milhões em juros sobre o capital próprio (JCP), empresas como Banrisul (BRSR6) e BRB - Banco de Brasília (BSLI3) definiram a data desta quinta-feira, 16 de março, como ex-direitos aos seus proventos.

E, ainda, hoje, empresas como JHSF (JHSF3) e Raízen (RAIZ4) farão o corte de acesso aos créditos que distribuirão entre os seus acionistas.

Veja:

 

Dividendos e JCP: Banrisul (BRSR6) negocia ações ex-direitos a R$ 150 milhões a partir de hoje (16)

O Banrisul (BRSR6) comunicou aos seus acionistas e ao mercado em geral que vai distribuir R$ 150 milhões em juros sobre o capital próprio (JCP) referente ao 1º trimestre deste ano.

O montante corresponde ao valor bruto unitário por tipo e classe de ação:

  • • R$ 0,36677105 por ação ordinária - ON (BRSR3); 
  • • R$ 0,36677105 por ação preferencial classe A - PNA (BRSR5); e
  • • R$ 0,36677105 por ação preferencial classe B - PNB (BRSR6). 

Farão jus aos créditos investidores posicionados em base acionária ao fim da sessão desta quarta-feira, 15 de março. Com isso, as ações passarão a ser negociadas “ex-direitos” a partir do pregão de hoje, 16 de março.

Pagamentos serão efetuados em 30 de março.

Serão distribuídos em valor líquido, já deduzido o Imposto de Renda na Fonte em 15%:

  • • R$ 0,31175540 por ação ON;
  • • R$ 0,31175540 por ação PNA; e 
  • • R$ 0,31175540 por ação PNB.

 

Dividendos e JCP: BRB (BSLI3) negocia ações ex-direitos a R$ 343,3 milhões a partir de hoje (16)

Na segunda-feira (13), o Banco de Brasília (BSLI3) comunicou aos seus acionistas e ao mercado em geral que o seu conselho de administração autorizou o pagamento de R$ 343,3 milhões em dividendos complementares.

Os proventos correspondem ao valor bruto de:

  • - R$ 0,000924577 por ação ordinária - ON (BSLI3); e
  • - R$ 0,001017035 por ação preferencial - PN (BSLI4).

Farão jus aos créditos investidores posicionados em base acionária ao fim da sessão da última quarta-feira, 15 de março.

Pagamentos serão efetuados no dia 24 de março.

 

Dividendos e JCP: JHSF (JHSF3) vai pagar R$ 32,5 milhões a quem mantiver ações até hoje (16)

Em 12 de dezembro, a JHSF (JHSF3) informou a antecipação da distribuição de R$ 130 milhões em dividendos intermediários. O pagamento vai ocorrer em quatro parcelas de R$ 32,5 milhões.

A data de corte para o pagamento foi programada para os dias 15 de dezembro de 2022, 17 de janeiro, 14 de fevereiro e 16 de março de 2023, respectivamente.

Créditos serão efetuados nos dias 26 de dezembro de 2022, 26 de janeiro, 27 de fevereiro e 27 de março de 2023.

 

Dividendos e JCP: Raízen (RAIZ4) vai pagar R$ 919 milhões a quem mantiver ações até hoje (16)

Na segunda-feira (13), a Raízen (RAIZ4) comunicou aos seus acionistas e ao mercado em geral que vai pagar R$ 919 milhões em dividendos.

O montante equivale a R$ 0,08906570698 por ação, sem retenção de Imposto de Renda (IR) na fonte.

Os referidos dividendos terão como base de cálculo a posição acionária desta quinta-feira, 16 de março, e considera um total de 10.318.224.950 ações de emissão própria, desconsideradas as ações em tesouraria.

A partir do pregão seguinte, de sexta-feira, 17 de março, as ações passarão a serão negociadas ex-direitos.

Pagamentos serão efetuados no dia 27 de março.

 

Dividendos e JCP: Rio Paranapanema Energia (GEPA3) vai pagar R$ 76,7 milhões

A Rio Paranapanema Energia (GEPA3) informou aos seus acionistas, investidores e ao mercado em geral que vai realizar a distribuição de dividendos no valor total de R$ 76.775.658,60, conforme anunciado pela companhia nesta terça-feira (14) e aprovado pelo seu conselho de administração.

O valor dos proventos por ação foi definido em R$ 0,81301482020910. As datas de corte e de pagamento serão deliberadas em assembleia-geral ordinária (AGO).

 

Dividendos e JCP: Taesa (TAEE11) propõe pagar R$ 26 milhões

A Taesa (TAEE11) comunicou que seu conselho de administração aprovou a realização do pagamento de R$ 26.048.121,95 em dividendos mínimos obrigatórios remanescentes referentes ao quarto trimestre de 2022. A medida foi autorizado pelo colegiado na última quarta-feira (15).

O montante corresponde a R$ 0,02520387479 por ação ordinária (TAEE3) e preferencial (TAEE4) ou R$ 0,07561162437 por unit (TAEE11).

Pagamentos foram programados para serem efetuados até 31 de dezembro e contemplariam investidores posicionados em base acionária ao fim da sessão do dia 3 de maio.

A Taesa informou que vai convocar a assembleia de acionistas para aprovar os resultados do exercício social de 2022 e a sua proposta de destinação. 

 

Dividendos e JCP: Telefônica Brasil (VIVT3) vai pagar R$ 290 milhões

A Telefônica Brasil, dona da Vivo, informou aos seus acionistas e ao mercado em geral que vai distribuir R$ 290 milhões em juros sobre o capital próprio (JCP). O montante representa R$ 0,17446 por ação ordinária em termos brutos.

Farão jus aos créditos investidores posicionados em base acionária ao fim da sessão de 31 de março. Com isso, as ações passarão a ser negociadas ex-direitos no pregão seguinte, de 3 de abril (uma segunda-feira).

Pagamentos serão efetuados no dia 30 de abril.