Menu
Busca sábado, 16 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Radar corporativo

CVC Brasil (CVCB3) e papéis de saúde sobem; bancos caem com proposta de Reforma Tributária

Essas são as principais notícias corporativas do dia

28 junho 2021 - 11h12Por Investing.com

Por Ana Carolina Siedschlag, da Investing.com - Os papéis da CVC Brasil (SA:CVCB3) lideravam o pregão nesta segunda-feira (28), com acionistas apostando na ação mesmo com o mercado de turismo ainda ameaçado pela pandemia de Covid-19.

As ações ligadas ao setor de saúde também avançavam, com destaque para Qualicorp (SA:QUAL3) e Hapvida (SA:HAPV3).

Do lado oposto, os bancos recuavam, na esteira da apresentação da segunda fase da Reforma Tributária, que não foi bem absorvida pelo mercado.

BR Partners (SA:BRBI11) - O banco BR Partners ganhou a licitação para fazer a avaliação do grupo Eletrobras em seu processo de capitalização. A seleção ocorreu após o envio, pelos bancos contatados de propostas, que foram posteriormente analisadas pela companhia. As units do banco subiam 11,17%, a R$ 23,48.

Petrobras (SA:PETR4) - A Petrobras recebeu na sexta-feira (25) R$ 271,1 milhões referentes ao acordo de leniência celebrado pela Technip (PA:FTI) Brasil e Flexibras (empresas do Grupo Technip). Com esse pagamento, o total de recursos devolvidos para a companhia via acordos de colaboração, leniência e repatriações ultrapassou R$ 6 bilhões. Os papéis preferenciais subiam 0,27%, a R$ 29,18.

Energisa (SA:ENGI4) - A Energisa registrou alta de 4,6% no consumo de energia em suas distribuidoras na comparação com o mesmo mês de 2020. Considerando o mercado não faturado, o crescimento total foi de 8,9% e, no acumulado de quatro meses, sobe 1,5%. No acumulado do ano, o consumo apresentou acréscimo de 1,9% em relação ao mesmo período do ano anterior, para 15.250 GWh. As units da companhia subiam 0,19%, a R$ 46,55.

Copasa (SA:CSMG3) - Com relação à notícia divulgada por diversos veículos de imprensa de que a conta de água Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) terá redução de até 15% a partir de 1º de agosto e que na média a queda na fatura será de 1,52%, a empresa informa que "não teve conhecimento de publicação oficial de Nota Técnica, nem de Resolução a respeito do resultado". Os papéis caíam 37%.

- Com Reuters, Estadão Conteúdo e Agência Brasil.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: