Menu
Busca sexta, 22 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Análise

Criptomoedas podem ser uma boa estratégia a uma carteira diversificada, diz Rico

Corretora destaca aparente descorrelação entre os retornos dos investimentos em criptomoedas e de outras classes de ativos

26 abril 2021 - 12h10Por Investing.com

Por Leandro Manzoni

Investing.com - A aparente descorrelação entre os retornos dos investimentos em criptomoedas e de outras classes de ativos pode ser uma boa estratégia para uma carteira diversificada, segundo relatório da Rico Investimentos distribuído nesta segunda-feira (26). Descorrelação entre dois ou mais ativos significa que a direção de ganhos de um investimento é maior em relação a outros ou até oposta a eles.

A Rico apresentou um quadro comparativo de correlação entre o desempenho dos últimos a 10 anos do bitcoin com ativos tradicionais. A correlação entre a principal criptomoeda do mercado com o Ibovespa, por exemplo, é de 0,01, enquanto chega ser -0,14 em relação ao dólar.

Quanto mais próximo o valor de 0, menor a relação entre os ativos comparados e, se chegar a -1, os ativos se movem em direções totalmente opostas. Para se ter uma ideia, a correlação do Ibovespa com o S&P 500 é de 0,6, enquanto o do S&P 500 e o ouro é -0,24. Já a convergência de performance entre o bitcoin, considerado ouro digital, e o ouro tradicional é de 0,1.

A Rico analisa que a descorrelação é aparente porque houve momentos que o bitcoin e os ativos tradicionais caminharam juntos. Em março de 2020, durante o ápice da crise do coronavírus nos mercados financeiros, o S&P 500 teve uma queda de 34%, enquanto o bitcoin teve uma retração de 33%.

Não se esqueça da volatilidade

A corretora ressalta que, apesar dos ganhos elevados verificados em comparação a ativos tradicionais, as criptomoedas são marcadas pela alta volatilidade. A Rico cita um estudo da XP Investimentos de que, enquanto o bitcoin teve um retorno anualizado em 130%, sua volatilidade anualizada era de 74%. Para efeito de comparação, o retorno anualizado do Ibovespa e do S&P 500 era, respectivamente, 13% e 37%, enquanto as respectivas volatilidades anualizadas eram de 31% e 25%.

O lembrete foi ressaltado após as fortes quedas do bitcoin e do ethereum – segunda maior criptomoeda em valor de mercado – na semana passada. O bitcoin chegou a cair para US$ 47.659,4 na última sexta-feira (23), chegando uma queda acumulada de 16,7% entre sábado 17 e a última sexta-feira, enquanto o ethereum caiu 2,25 no período.

Preço do bitcoin hoje

O bitcoin retomou a alta nesta segunda-feira após informações de que o JP Morgan (NYSE:JPM) (SA:JPMC34) está se preparando para lançar um fundo de Bitcoin administrado pelo banco. O fundo seria para clientes privados e pode ser lançado neste verão, disse um relatório da CoinDesk.

Às 10h58, o bitcoin era negociado a US$ 53.603,5, alta de 7,45%. O ethereum subia 7,61% a US$ 2.492,12.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: