sábado, 28 de maio de 2022
Ano eleitoral dificulta operação

Congresso exclui privatização da Eletrobras (ELET3)(ELET6) do Orçamento de 2022

Medida sinaliza que os congressistas duvidam da vontade do governo de vender a empresa com foco em geração e transmissão de energia em ano de eleições

03 janeiro 2022 - 09h26Por Redação SpaceMoney

O Orçamento de 2022 foi aprovado sem levar em conta a arrecadação para os cofres federais da privatização da Eletrobras (ELET3;ELET6), prevista para ocorrer no primeiro semestre do ano que vem.

Medida sinaliza que os congressistas duvidam da vontade do governo de vender a empresa com foco em geração e transmissão de energia em ano de eleições.

Ao jornal O Estado de S.Paulo, o subsecretário de Planejamento Estratégico da Política Fiscal, David Rebelo Athayde, explicou que o Orçamento foi aprovado com cerca de R$ 30 bilhões a menos de estimativa de arrecadação.

Desse total, R$ 23,5 bilhões eram recursos do chamado bônus de outorga da operação em que serão emitidas novas ações da empresa e a União deve reduzir sua fatia na companhia de cerca de 60% para 45%.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) reagendou a audiência pública marcada para dezembro, com o objetivo de discutir o processo de desestatização da companhia, para a próxima quarta-feira (5).

No TCU (Tribunal de Contas da União) houve um novo pedido de vista para apreciação do caso, sem previsões de nova reunião dos ministros.

A estatal espera concluir o processo de privatização até 14 de maio. 

Com informações de IG e O Estado de S.Paulo.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content