Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Ações

Confira quatro BDRs para investir como alternativas à Petrobras, segundo a XP

Petrolíferas mundiais compõem a lista da corretora

17 março 2021 - 17h56Por Redação SpaceMoney

Atualmente, o setor de energia compõe 11% do Ibovespa, principal índice da B3, a bolsa de valores brasileira, e é representado principalmente pela Petrobras (PETR4/PETR3).

No final de fevereiro de 2021, os da XP Investimentos rebaixaram a recomendação das ações da petrolífera brasileira para "venda". O movimento aconteceu após s a substituição do CEO da companhia, Roberto Castello Branco, pelo General Joaquim de Silva e Luna.

Na ocasião, as ações da Petrobras chegaram a derreter mais de 20%. Pensando nisso, a XP separou quatro BDRs, ou Brazilian Depositary Receipts, (certificados que representam ações emitidas por empresas em outros países, mas que são negociados na B3) mais líquidos de petrolíferas globais.

Confira as escolhas da corretora:

Chevron (CHVX34)

A Chevron é uma petrolífera americana fundada em 1906, especializada na exploração e transporte de petróleo e gás natural e em atividades ligadas ao downstream, como o refino da commodity em derivados (como diesel, gasolina, querosene e lubrificantes), e distribuição desses produtos ao mercado consumidor (postos de gasolina, oleodutos, etc.). A companhia opera em 27 países e, em 2019, chegou a produzir 3 milhões de barris por dia.

Seu valor de mercado é de aproximadamente US$ 207 bilhões, e em 2020 a receita empresa foi de US$ 94,7 bilhões. O recibo fechou o dia em alta de 1,14%, cotado a R$ 61,40.

ExxonMobil (EXXO34)

Petrolífera americana fundada em 1999 com a fusão da Exxon e Mobil, tem suas operações divididas em três segmentos: upstream (8% das receitas) – exploração e transporte de petróleo; downstream (79%) – refino de petróleo e produção de derivados; e produção de químicos (13%), como polietileno e polipropileno.

A companhia possui operações nos EUA, Austrália, Canadá, África do Sul e Europa. No último ano, a empresa chegou a discutir a fusão com a Chevron, que criaria uma gigante com capacidade de produção de 7 milhões de barris ao dia.

Seu valor de mercado é de aproximadamente US$ 250 bilhões, e em 2020 a receita empresa foi de US$ 181,5 bilhões. O recibo fechou o dia em alta de 0,77%, cotado a R$ 83,80.

ConocoPhillips (COPH34)

Fundada em 1875, a petrolífera tem atualmente a capacidade de produzir 1,3 milhão de barris de petróleo ao dia. As operações da empresa são geograficamente separadas em seis divisões: Alaska (14,5% das receitas), Lower 48 (44,5%), Canadá (9%), Europa (18%), Ásia Pacifico e Oriente Médio (14%).

Seu valor de mercado é de aproximadamente US$ 76 bilhões, e em 2020 a receita empresa foi de US$ 19,3 bilhões. O recibo fechou o dia em baixa de 1,25%, cotado a R$ 78,75.

EOG Resources (E1OG34)

A americana EOG Resources explora, produz e distribui petróleo, gás natural e gás natural liquefeito, sendo suas principais operações localizadas nos Estados Unidos (Estados do Novo México e Texas), Trinidad e Tobago, Reino Unido, China e Omã. No último ano, a empresa produziu o equivalente a 300 milhões de barris de petróleo.

Seu valor de mercado é de aproximadamente US$ 41 bilhões, e em 2020 a receita empresa foi de US$ 11,1 bilhões. O recibo fechou o dia em alta de 9,71%, cotado a R$ 218.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: