Menu
Busca quarta, 20 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Reação à crise

China diz que garantirá suprimento energético ao mesmo tempo em que cumprirá metas climáticas

Comentários chegam no momento em que várias regiões do país enfrentam uma grave crise estimulada pela escassez de combustíveis, preços recordes do carvão e por uma demanda de eletricidade em disparada

13 outubro 2021 - 09h42Por Redação SpaceMoney

Por Shen Yan, Muyu Xu e Shivani Singh, da Reuters - A China garantirá o suprimento energético doméstico neste inverno ao mesmo tempo em que cumprirá suas metas climáticas, disse uma autoridade de planejamento estatal nesta quarta-feira (13).

Os comentários chegam no momento em que várias regiões enfrentam sua pior crise energética em anos, estimulada pela escassez de combustíveis para a geração de energia, preços recordes do carvão e uma demanda de eletricidade em disparada no momento em que a atividade manufatureira vacila na segunda maior economia do mundo.

Algumas fábricas são forçadas a suspender a produção devido ao racionamento de energia, o que alguns analistas acreditam que pode se estender até o início do ano que vem.

"O suprimento energético da China neste inverno e na próxima primavera está garantido", disse Zhao Chenxin, uma autoridade da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, em uma coletiva de imprensa, acrescentando que as metas climáticas chinesas de longo prazo de atingir um pico de carbono até 2030 e a neutralidade de carbono até 2060 também serão cumpridas.

Os combustíveis para usinas termoelétricas, como as de carvão e gás natural, representam cerca de 70% da geração de eletricidade da China, de acordo com o Birô Nacional de Estatísticas.

Zhao também disse que o país proibirá que governos municipais fechem minas de carvão sem autorização e que pedirá que as minas de carvão fechadas dos principais pólos de mineração de Shanxi, Mongólia Interior e Shaanxi retifiquem seus problemas e retomem a produção o mais cedo possível. Inundações forçaram várias minas a interromper o trabalho recentemente.

A China revisou cerca de 976 minas de carvão e aprovou 153 delas, o que pode acrescentar 55 milhões de toneladas de produção no quatro trimestre, disse Sun Qingguo, autoridade da Agência Nacional de Segurança na Mineração.

A produção diária de carvão atingiu seu maior nível desde fevereiro, ultrapassando 11,2 milhões de toneladas, e o estoque do total de carvão à disposição no país dá conta de 15 dias de uso, segundo outra autoridade.

Zhao ainda disse que a China garantiu 174,4 bilhões de metros cúbicos (bmc) de fontes de gás natural e estabeleceu mais de 27 bmc de estoque de gás até o momento.

Mas autoridades reiteraram que o reforço da produção não comprometerá os padrões de segurança no setor de mineração, sujeito a acidentes frequentes.

"A expansão da produção será implantada de forma ordeira", disse Sun.

 

Tags: China

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: