sexta, 12 de agosto de 2022
[E-BOOK - COMO INVESTIR 50K - SPACENOW DESKTOP - 200X74]
Leilão de energia A-4

Cemig (CMIG4), Light (LIGT3) e Neoenergia (NEOE3) contratam 237,5 mw médios de 29 usinas em leilão

Ao preço médio de R$ 258,16 por megawatt-hora, o resultado representa um deságio médio de 9,36% em relação ao preço máximo determinado pela Aneel

27 maio 2022 - 14h20Por Agência Brasil
[HURST - MODELO 3 - BILBOARD TOPO 2 -970 X 250 CANAIS]

Por Luciano Nascimento, da Agência Brasil - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica realizaram hoje (27) um leilão para compra de energia A-4. O certame negociou 237,5 megawatts (MW) médios, ao preço médio de R$ 258,16 por megawatt-hora.

O resultado representa um deságio médio de 9,36% em relação ao preço máximo determinado pela Aneel. Os projetos deverão iniciar o suprimento em 1º de janeiro de 2026.

Ao todo, 29 projetos foram contratados no certame, dos quais dois foram empreendimentos de biomassa, quatro de usinas eólicas, cinco de energia solar, 14 de pequenas centrais hidrelétricas (PCH) e quatro de centrais de geração elétrica (CGH). Os empreendimentos somam uma potência total de 948 MW. São esperados investimentos da ordem de R$ 7 bilhões.

[EBOOK - COMO INVESTIR 50k -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

De acordo com a CCEE, a energia foi adquirida pelas distribuidoras Cemig (CMIG4), Coelba (CEEB3), Neoenergia (NEOE3) e Light (LIGT3).

A energia vai atender a demandas dos estados da Bahia (dois empreendimentos), Mato Grosso (1), Mato Grosso do Sul (2), Minas Gerais (1), Paraíba (2), Paraná (6), Pernambuco (5), Santa Catarina (5), São Paulo (1), Tocantins (1) e Rio Grande do Sul (2).

Este foi o primeiro leilão de energia realizado pelo governo. O certame trouxe uma novidade ao colocar em concorrência direta os empreendimentos de fonte solar e eólica, negociados como um mesmo produto.

[HURST -  MODELO 3 - SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

De acordo com o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia, Paulo Cesar Domingues, a experiência acabou sendo um teste e há a possibilidade de que seja repetida em novos leilões.

“O número de projetos contratados, cinco solares e quatro eólicas, demonstra que foi uma distribuição equilibrada”, disse Rodrigues em entrevista coletiva após o resultado do leilão. “Foi um teste interessante para avaliar se mantemos isso para os próximos leilões”, acrescentou.

Às 14:05, as ações CMIG4 caíam 1,71%, a R$ 1,53, enquanto Neoenergia (NEOE3) recuava 2,49%, a R$ 18,01. Light (LIGT3) perdia 2,26%, a R$ 7,80.

[HURST -  MODELO 2 - SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: