Menu
Busca terça, 26 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Radar corporativo

CCR lidera altas; Banco do Brasil, B3 e JHSF sobem com balanços

Essas são as principais notícias corporativas do dia

07 maio 2021 - 10h43Por Investing.com

Por Ana Carolina Siedschlag, da Investing.com - Os papéis da CCR lideravam as altas da B3 nesta sexta-feira (7) após a AG Participações anunciar intenção de alienar os papéis da companhia. Banco do Brasil, B3 e JHSF subiam na esteira dos respectivos balanços, enquanto os frigoríficos recuavam. Essas são as principais notícias corporativas de hoje:

CCR - A AG Participações comunicou a intenção de alienar a totalidade das ações de emissão da CCR (SA:CCRO3) de que é titular, representativas de 14,86% do capital social da companhia, diante de oferta vinculante recebida da IG4 Capital Investimentos. A ação subia 8,77%, a R$ 13,27.

Banco do Brasil (SA:BBAS3) - O Banco do Brasil (BB) teve lucro líquido contábil de R$ 4,226 bilhões no primeiro trimestre, segundo balanço divulgado ontem (6) à noite. O valor representa alta de 31,9% em relação aos R$ 3,199 bilhões registrado no mesmo período de 2020. O papel subia 3,29%, a R$ 30,15.

B3 (SA:B3SA3) - A B3 anunciou nesta quinta-feira lucro líquido de R$ 1,26 bilhão no primeiro trimestre, alta de 22,5% ante igual período de 2020. A ação subia 2,01%, a R$ 51,82.

Neoenergia (SA:NEOE3) - O lucro líquido da Neoenergia avançou 75% no primeiro trimestre deste ano, em comparação com igual período do ano passado, para R$ 1,007 bilhão. Entre janeiro e março, a receita líquida da empresa ficou em R$ 8,580 bilhões, crescimento de 27%. As ações subiam 3,44%, a R$ 16,80.

B2W (SA:BTOW3) - A B2W apresentou prejuízo líquido de R$ 163,6 milhões no primeiro trimestre, perda maior do que os R$ 108 milhões em igual período de 2020. O papel subia 0,02%, a R$ 63,07.

JHSF (SA:JHSF3) - A JHSF, gestora de shoppings e empreendimentos imobiliários de alto padrão, teve lucro líquido de R$ 191,5 milhões no primeiro trimestre, um salto ante os R$ 16,3 milhões em resultado positivo obtido no mesmo período do ano passado. As ações subiam 1,26%, a R$ 7,22.

CSU (SA:CARD3) Cardsystem - A CSU Cardsystem, de soluções de meios de pagamento, registrou lucro líquido de R$ 12,8 milhões no primeiro trimestre, o maior valor para o período da história da companhia, alta de 37,5% em relação ao ano anterior. Os papéis caíam 3,8%, a R$ 26,36.

Lojas Americanas (SA:LAME4) - A Lojas Americanas registrou no primeiro trimestre de 2021 prejuízo líquido consolidado de R$ 163 milhões uma alta de 231% em relação ao mesmo período de 2020. Os papéis recuavam 0,29%, a R$ 20,38.

Simpar - A holding Simpar, controladora de empresas como Movida (SA:MOVI3), JSL (SA:SIMH3) e Vamos Locação, fechou o primeiro trimestre de 2021 com lucro líquido contábil de R$ 171,2 milhões, revertendo o prejuízo de R$ 86,3 milhões verificado no mesmo período de 2020. Segundo Denys Ferrez, CFO do grupo, em entrevista ao Investing.com, o resultado reflete os números apresentados pelas seis subsidiárias: além das três mencionadas, o grupo controla ainda a CS Brasil, a Original e a BBC, que não são listadas na bolsa de valores. Os papéis subiam 1,99%, a R$ 46,61.

Eletrobras (SA:ELET3) - A Eletrobras informa que foi publicado nesta sexta-feira (7), no Diário Oficial da União (DOU), a Resolução nº 176 do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI), de 27 de abril de 2021, que estabelece atribuições à Eletrobras, necessárias ao processo de desestatização. A ação subia 1,06%, a R$ 37,10.

Cemig (SA:CMIG4) - A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) apresentou um cronograma para a realização de leilão especial para desinvestimento de sua participação na Taesa (SA:TAEE11). A empresa deu início nesta quinta-feira (6) ao processo de diligência para potenciais interessados. O prazo segue até 30 de julho, quando devem ser entregues os envelopes para participação do leilão. O papel subia 0,25%, a R$ 12,02.

- Com Reuters, Agência Brasil e Estadão Conteúdo.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: