quarta, 01 de dezembro de 2021
Pesquisa Especial de Crédito

Carteira total de crédito deverá manter o crescimento em fevereiro, aponta Febraban

A carteira total de crédito completará o 13º mês consecutivo de desempenho positivo ou estável, com crescimento de 0,5% em fevereiro

22 março 2021 - 13h18Por Redação SpaceMoney

A carteira total de crédito completará o 13º mês consecutivo de desempenho positivo ou estável, com crescimento de 0,5% em fevereiro. É o que aponta uma prévia da Nota de Política Monetária e Operações de Crédito do Banco Central elaborada pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos).

Os dados oficiais serão divulgados em 29 de março pelo Banco Central e, de acordo com a projeção da Pesquisa Especial de Crédito, mostrarão uma ligeira desaceleração no ritmo de expansão anual, de 16% para 15,9%.

Segundo a pesquisa, o melhor desempenho para o mês virá da carteira pessoa física, com estimativa de crescimento de 0,8%. Já a carteira pessoa jurídica tem projeção de alta mais modesta, de 0,2%, com desempenho diferente entre recursos livres e direcionados. 

"A expansão da carteira de crédito ainda deverá permanecer em um patamar bastante alto, mostrando que, mesmo diante da perda de tração da atividade econômica neste início de ano, os bancos continuam irrigando a economia, concedendo crédito para as empresas e famílias", afirma Rubens Sardenberg, diretor de Economia, Regulação Prudencial e Riscos da instituição.

Caso os valores se confirmem, as expansões das carteiras seguirão em nível elevado, especialmente a carteira destinada às empresas, que se encontra em seu maior patamar desde 2009. 

As projeções da Pesquisa Especial de Crédito da são feitas com base em dados consolidados dos principais bancos do país. A depender da linha de crédito, essas instituições representam de 39% a 90% do saldo total do Sistema Financeiro Nacional.

Concessões de crédito

Ainda segundo a pesquisa, as concessões de crédito devem apresentar crescimento de 2,5% em fevereiro. O resultado poderá ser liderado pela alta de 8,6% nas concessões para as empresas.

Já as concessões destinadas às famílias devem recuar 2,1% em fevereiro. Apesar do resultado negativo, a queda é pequena, considerando o desempenho médio do mês (média de -6,6% entre 2012 a 2020), que tem sazonalidade negativa. 

Com informações da Assessoria de Imprensa da Febraban

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content