quarta, 17 de agosto de 2022
[E-BOOK - COMO INVESTIR 50K - SPACENOW DESKTOP - 200X74]
Solicitação

Buscando evitar penhoras, Botafogo aciona Justiça do Rio para pedir centralização das dívidas

Clube tenta ganhar tempo para se organizar e tentar quitar os débitos trabalhistas

17 setembro 2021 - 16h05Por Redação SpaceMoney
[HURST - MODELO 1 - PRECATÓRIOS PAULISTA - BILBOARD TOPO 2 -970 X 250 CANAIS]
Estádio Nilton SantosEstádio Nilton Santos - Crédito: Botafogo

Nesta sexta-feira (17), o Botafogo informou que acionou a Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) para centralizar suas dívidas cíveis. Essa foi uma maneira que o clube encontrou para ganhar tempo e tentar se organizar para o pagamento de dívidas trabalhistas.

O movimento é parecido ao que foi feito em relação às dívidas trabalhistas, que chegam próximas aos R$ 100 milhões. Para evitar sofrer execuções, a diretoria do Alvinegro solicitou a entrada no Regime Centralizado de Execuções (RCE).

O pedido atual é o mesmo já feito ao Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região, sendo a natureza das dívidas a principal diferença. Enquanto o TRT-1 o clube responde por contas não pagas a atuais ou ex-funcionários, no TJ-RJ é para dívidas de ordem tributária ou bancária.

[HURST -  MODELO 1 - PRECATÓRIOS PAULISTAS - SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

É importante destacar que ambos pedidos foram feitos com base na nova lei do clube-empresa (Lei 14.193/21) no Brasil, que garante o direito de centralizar as cobranças para, ao evitar penhoras individuais, pagar seus credores em até seis anos por meio de repasse de 20% da receita mensal.

O Botafogo agora aguarda pela avaliação do tribunal. Se aprovado, menos penhoras serão feitas, um dos grandes motivos pela crise financeira do clube.

*Com informações do Globoesporte.com

[HURST -  MODELO 2 - PRECATÓRIOS PAULISTAS - SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: