domingo, 26 de junho de 2022
[OGF - VIP - SPACENOW DESKTOP]
Smarts

Apple (AAPL34) pode atrasar criação do novo iPhone; analista corta preço-alvo

Companhia pediu a fornecedores que acelerem o desenvolvimento do iPhone após as medidas rigorosas de lockdown na China limitarem o cronograma de pelo menos um dos novos produtos

25 maio 2022 - 18h16Por Investing.com
[CURSO OGF - CRIATIVO 3 - BILBOARD TOPO 2 - ÚLTIMAS NOTÍCIAS E DEMAIS]

Por Senad Karaahmetovic, da Investing - A Apple (AAPL34) (NASDAQ:AAPL) pediu a seus fornecedores que acelerem o desenvolvimento do iPhone após as medidas rigorosas de lockdown na China limitarem o cronograma de pelo menos um dos novos iPhones, de acordo com o Nikkei Asia.

A China introduziu novas medidas de lockdown há alguns meses como parte da sua política de Covid zero, forçando a fabricante de iPhones Pegatron Corp (TW:4938) a interromper temporariamente as operações nas suas fábricas de montagem em Xangai e Kunshan.

Algumas partes de Xangai, a cidade mais populosa da China, ainda seguem sob lockdown enquanto o governo do país intensifica os seus esforços de quarentena.

[OGF - VIP -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

A Apple está agora pedindo aos fornecedores que acelerem o desenvolvimento a fim de recuperar o tempo perdido. A Titã de Cupertino deve apresentar o iPhone 14, 14 Pro, 14 Max e 14 Pro Max ainda este ano.

"É um desafio recuperar o tempo perdido. A Apple e seus fornecedores estão trabalhando 24 horas para acelerar o desenvolvimento”, disse o executivo de um dos fornecedores da Apple segundo o Nikkei Asia.

No mês passado, a Apple aletrou os investidores sobre obstáculos consideráveis à frente, na medida em que os lockdowns contra o coronavírus na China e a guerra na Ucrânia continuavam a impactar as operações da gigante de tecnologia. Na pior das hipóteses, as dificuldades poderiam atrasar o cronograma de fabricação e afetar o volume inicial de produção dos novos iPhones, de acordo com o Nikkei.

[OGF - VIP -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

Ao mesmo tempo, John Donovan, analista da Loop Capital, estima que o número de unidades fabricadas e envios do iPhone serão menores do que o consenso ao longo do verão de 2022 no hemisfério norte.

O analista prevê que o total de unidades produzidas irá cair para 245 milhões, queda entre 7 e 8 milhões em relação ao dado anterior.

"A curto prazo: Unidades no 2º trimestre de 2022 caindo para 42M – mais importante, a Loop vê tendência nos envios para 41-43M – entre 9% e 12% abaixo do consenso atual. Médio prazo: Unidades no 3º trimestre de 2022 caindo para 57M – mais importante, a Loop vê tendência nos envios para 50-51M – 3-5% abaixo do consenso atual. Longo prazo: Unidades no 4º trimestre de 2022 permanecem inalteradas em 88M por enquanto – a incerteza atual a nível global deve ser abordada de forma mais completa no início de julho, com base nas nossas conclusões", disse Donovan em relatório aos clientes.

[NECTON IPE -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

Como resultado, Ananda Baruah, da Loop Capital, reduziu o preço-alvo para a Apple de US$ 210 para US$ 180, de forma a refletir a provável diminuição nos envios.

"Acreditamos que não só Wall Street definiu uma máxima de 4M-6M para o número de iPhones no trimestre de junho, acreditamos que ainda estão definindo o trimestre já muito alto de março em 5M unidades a mais (lembrando que a AAPL não divulga unidades, apenas receita). Embora vejamos risco para a receita do iPhone no trimestre de junho, nosso trabalho sugere que Wall Street continua baixa na receita de iPhones para os ASPs fornecidos para os trimestres de setembro e dezembro. Wall Street segue materialmente baixa nos ASPs para o trimestre de junho – dezembro. Para junho, isso não é o suficiente para compensar a escassez de unidades; mas é (e vai além) para os trimestres de setembro e dezembro", escreveu Baruah em um relatório À parte.

Em um tom mais positivo, o analista também acrescentou que os ASPs apresentam tendências acima do consenso de Wall Street.

Deixe seu Comentário

Publicidade
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content