sábado, 04 de dezembro de 2021
IPC-S

Alta menos intensa do preço da gasolina contribuiu para a desaceleração do IPC-S, diz FGV

Taxa do item passou de 9,82% para 6,91% na composição do índice

16 abril 2021 - 15h37Por Redação SpaceMoney

Segundo a FGV (Fundação Getúlio Vargas), a alta menos intensa da gasolina contribuiu para a desaceleração a 0,74% do IPC-S (Índice de Preços ao Consumidor - Semanal), informou a fundação nesta sexta-feira (16).

A maior contribuição do índice foi do grupo Transportes, que registrou decréscimo de 3,68% para 2,45%. Nele, é destacado o comportamento da gasolina, que passou de 9,82% para 6,91%.

De acordo com a FGV, também sofreram decréscimo em suas taxas de variação os grupos Habitação (0,68% para 0,53%), Educação, Leitura e Recreação (-0,52% para -0,76%), Vestuário (0,22% para 0,16%) e Alimentação (0,13% para 0,12%). Nestas classes de despesa, vale destacar o comportamento dos itens: gás de bujão (4,30% para 3,28%), passagem aérea (-4,42% para -6,21%), calçados infantis (1,59% para 0,66%) e frutas (0,55% para -1,29%).

A próxima apuração do IPC-S, com dados coletados até o dia 22 de abril e será divulgado no dia 26 de abril.

Tags: FGV, IPC-S

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content