Menu
Busca segunda, 25 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Investimentos

ADDI, fintech colombiana, recebe aporte de R$ 390 milhões para acelerar operações no Brasil

Empresa planeja também expandir sua atuação para o México já no início de 2022

10 setembro 2021 - 12h55Por Redação SpaceMoney

Nesta sexta-feira (10), a fintech colombiana ADDI anunciou um novo aporte de capital de US$75 milhões, o equivalente a R$390 milhões.

A rodada foi liderada pela Greycroft, com participação de novos investidores GGV Capital, Citius Capital e Intersection Growth Partners, assim como os investidores atuais Andreessen Horowitz, Citius VC, Endeavor Catalyst, Foundation Capital, Monashees e Quona Capital.

Os investimentos ainda contaram com a participação do Union Square’s Opportunity Fund, que liderou a última rodada. Considerados os US$65 milhões levantados na série B em maio, a ADDI totaliza mais de R$ 700 milhões no câmbio atual recebidos em apenas noventa dias.

Além dos valores recebidos, a nova rodada quase triplica o valuation da companhia para "centenas de milhões". A ADDI informa que vai utilizar os fundos para escalar as suas operações atuais no Brasil e na Colômbia, além de expandir sua atuação para o México no início de 2022.

O General Manager da ADDI no Brasil, Caio Ribeiro, comenta que a ADDI passou por um crescimento exponencial desde o início de 2021, tendo aumentado o volume de pagamentos que incrementa com sua plataforma em até 3x no Brasil desde o início do ano.

"A ADDI se estabeleceu como um parceiro-chave para varejistas online na região e o BNPL como um dos principais métodos de pagamento para centenas de aliados parceiros", diz.

No Brasil, mais de 100 varejistas oferecem o modelo de pagamento da fintech e mais de 20 mil transações foram realizadas até o momento.

O mercado nacional tende a ser o carro-chefe da marca até o final de 2021 e a empresa projeta movimentar cerca de R$1 bilhão no próximo ano.

A empresa ainda irá aumentar sua oferta de BNPL, permitindo que clientes e varejistas paguem de novas maneiras por meio d

"Esta rodada aumentou nosso foco em tornar o comércio digital amplamente presente e acessível em toda a América Latina. É uma prova do crescimento que experimentamos, bem como a confiança que estabelecemos com comerciantes e clientes", explica o cofundador e CEO da Addi Santiago Suarez.

"Nossa missão agora é validada por investidores de classe mundial como Greycroft e GGV Capital, e isso só alimenta nossa motivação para acelerar nosso produto e roadmap comercial", conclui.

Com informações de NR-7 Comunicação.

Tags: ADDI

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: