Menu
Busca terça, 26 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Finanças para jovensCOLUNA

Finanças para jovens

Larissa Brioso

Educadora Financeira na Mobills

Carro ou app de transporte: qual vale mais a pena?

A escolha entre as alternativas depende da situação financeira de cada pessoa e de suas necessidades. Veja algumas dicas que vão te ajudar a escolher a melhor opção para você

11 outubro 2021 - 15h47
Carro ou app de transporte: qual vale mais a pena?

Antes de comprar um carro próprio ou trocar seu carro por aplicativos de transporte, é importante analisar bem os custos envolvidos nessa escolha. Isso porque cada alternativa possui suas vantagens e desvantagens, que impactam seu orçamento mensal. Por exemplo, os apps de transporte têm suas utilidades, sendo uma ótima opção quando não se gosta de dirigir, não quer ter preocupações com multas e estacionamento, ou simplesmente prefere evitar o estresse no trânsito como motorista.

Contudo, essa alternativa deixa a desejar quando falamos de privacidade e, algumas vezes, segurança, além do tempo de espera e o custo que pode ser mais elevado em alguns horários e trajetos. 

Enquanto isso, utilizar um carro próprio pode te garantir mais conforto e disponibilidade, sempre que precisar, sem necessitar ficar esperando por um carro de aplicativo e, principalmente quando se tem filhos, ter um automóvel para a família pode favorecer inclusive o bem-estar de todos.

Além disso, quando falamos de um veículo como o carro, diversos custos estão envolvidos, como IPVA, manutenção, depreciação, combustível, entre outros, incluindo até mesmo o custo de comprar o transporte inicialmente. 

Sabendo disso, a escolha entre as alternativas depende muito da situação financeira de cada pessoa e de suas necessidades. Mas veja algumas dicas que vão te ajudar a escolher a melhor opção para você:

Conheça suas necessidades

Para conseguir fazer uma boa escolha é importante conhecer suas necessidades. Afinal, essas alternativas não impactam apenas o âmbito financeiro, mas também a sua qualidade de vida e seu bem-estar. Então, primeiramente, entenda o motivo pelo qual você decidiu que quer fazer essa mudança na sua vida, utilizando mais uma alternativa do que outra, e o quanto isso lhe afeta, pensando em privacidade, conforto, segurança, tempo e estresse. E, claro, saiba o que é indispensável para você.

Faça um levantamento de gastos

Se você não possui veículo próprio ainda, veja quais os custos de adquirir o veículo que deseja e como essa compra pode impactar suas finanças. Coloque no papel todos os gastos que envolvem a aquisição e manutenção do transporte, tais como entrada, parcelas, seguro, licenciamento, IPVA, combustível, estacionamento, multas etc.

Lembrando que financiamentos comprometem sua renda durante meses, até anos, e ao comprar um automóvel à vista você estará deixando de investir seu dinheiro em ativos que podem lhe gerar renda no longo prazo. Levante também os custos que você tem ou pode ter com apps de transporte, calculando os trajetos e a frequência que necessitaria do serviço.

Coloque na balança as vantagens

Tanto os apps de transporte quanto o carro próprio possuem seus benefícios. Por isso, para fazer uma boa escolha, coloque na balança as vantagens e até mesmo outras alternativas que podem contribuir para a questão, como a utilização de transporte público.

Pese ainda o conforto, a disponibilidade dos apps de transporte na sua cidade, a segurança, o tempo de espera, a frequência que costuma sair, o fato de ter filhos pequenos ou família grande, se você precisa do veículo para trabalhar, entre outros.

Crie o hábito de controlar as finanças

Independentemente da sua escolha, os gastos com carro próprio ou aplicativos de transporte podem ser vilões do seu orçamento, pois possuem custos variáveis. No caso dos apps de transporte, por exemplo, um erro bastante comum é deixar o pagamento no cartão de crédito padrão e não acompanhar a evolução da fatura, se surpreendendo ao fim do mês com a soma de pequenos gastos. 

Agora, quando olhamos para o carro próprio, é bastante comum surgirem imprevistos que resultam em um custo de manutenção, algumas vezes bastante elevado. Por isso, é essencial construir o hábito de registrar e acompanhar tudo o que entra e sai de dinheiro. Além disso, ter uma reserva financeira para emergências pode nos livrar do endividamento. Então, não podemos deixar de lado esse bom hábito.

A opinião e as informações contidas neste artigo são responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, a visão da SpaceMoney.

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: