Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Fundos de investimentoCOLUNA

Fundos de investimento

Jorge Augusto Saab

Sócio da Amazônia Capital.

Após o rally na bolsa, o momento pede ajustes finos

Em momentos como o atual, além de calibrarmos o sizing das posições, também podemos ajustar as operações de forma a ter maior proteção a quedas. Mais uma vez, no caso a caso.

22 dezembro 2020 - 15h54
Após o rally na bolsa, o momento pede ajustes finos

Em meu artigo mais recente para o portal SpaceMoney, comentei sobre o quão bom estava aquele momento para o investidor disciplinado. Era dia 30 de outubro, menos de dois meses atrás, à véspera do início desse vigoroso rally que, eventualmente, ainda não tenha terminado.

Pois bem, agora temos uma configuração bastante diferente. Os preços da maioria das ações subiram 20%, 30% ou mais. Ainda que boas notícias existam (como o promissor avanço das vacinas) e outros ruídos tenham se dissipado (como o término do processo eleitoral norte-americano), nossos clientes naturalmente perguntam: “e agora?”.

Na gestão do nosso fundo multimercado Amazônia Enhanced Income (dedicado a realizar operações de covered calls com ações), não há, nem nunca haverá, alteração de estratégia ou adoção de apostas oportunistas. Porém, em nosso cockpit há, sim, alguns “botões” de ajuste para esses momentos.

Por exemplo, de forma individualizada (por ação), definimos critérios de grau de proteção e retorno potencial. Quanto mais “no dinheiro” estiver a opção de compra que lançamos, maior será o prêmio e, assim, maior será a proteção ao downside. Por outro lado, menor será o retorno potencial em caso de alta do papel. Essa calibragem é dinâmica. Em momentos como o atual, além de calibrarmos o sizing das posições, também podemos ajustar as operações de forma a ter maior proteção a quedas. Mais uma vez, no caso a caso.

Mantendo a seletividade

Outro ajuste é o nível de caixa do fundo. Ainda que o fundo rode tradicionalmente com caixa elevado, marginais oscilações sempre acontecem. Estamos, neste momento, com nível de caixa junto à banda superior. Isto é, temos também um amortecedor de volatilidade e de possíveis perdas que possam acontecer em uma “ressaca” de início de ano.

A seleção dos papéis, naturalmente, também é algo absolutamente relacionado a esse processo de gestão de risco e, aqui, o foco é totalmente nos fundamentos das empresas. O stock picking cauteloso e disciplinado é o nome do jogo.

Portanto, lançamos mão de nossa – usual – conservadora seletividade, calibramos o grau de proteção, o dimensionamento das posições e o nível de caixa, tudo de uma maneira dinâmica em um processo que nos deixa absolutamente tranquilos para enfrentar qualquer maré que possa estar à frente. 

Boas festas a todos e um excelente 2021!

A opinião e as informações contidas neste artigo são responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, a visão da SpaceMoney.

Leia mais artigos de Jorge Augusto Saab:

 

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: