quarta, 19 de janeiro de 2022
Radar corporativo

Yduqs (YDUQ3), Cyrela (CYRE3) e MRV (MRVE3) puxam queda do Ibov; CVC (CVCB3) lidera altas

Confira as principais notícias corporativas do dia

30 agosto 2021 - 11h20Por Investing.com

Por Ana Beatriz Bartolo, da Investing.com - A queda no Ibovespa nesta manhã, próximo às 11h10, é puxada pelas ações da Yduqs (SA:YDUQ3), Cyrela (SA:CYRE3) e MRV (SA:MRVE3).

Na outra ponta, CVC (SA:CVCB3), Pão de Açúcar (SA:PCAR3) e Totvs (SA:TOTS5) se destacam entre as altas. 

Confira as principais notícias corporativas do dia:

Petrobras (SA:PETR3)(SA:PETR4) - A Petrobras vendeu a sua participação acionária de 93,7% na Breitener Energética, no Amazonas, para a Breitener Holding Participações, subsidiária integral da Ceiba Energy. O valor da venda é de R$ 304 milhões. 

Os acionistas da estatal também reconduziram sete membros do conselho de administração, todos indicados pela União, e elegeram um candidato indicado por minoritários, durante assembleia geral na última sexta-feira.

Com a eleição, a Petrobras passará a contar com um total de três membros indicados por minoritários, sete indicados pela União e um por trabalhadores, considerando os assentos que não estiveram em jogo nessa reunião. As ações recuam 0,11%, a R$ 28,46.

Ambev (SA:ABEV3) - O Zé Delivery, aplicativo de entrega bebida gelada da Ambev, realizou no primeiro semestre deste ano 29 milhões de entregas, superando as 27 milhões feitas em todo 2020. O aplicativo está presente em mais de 200 cidades.

Os papéis recuam 0,47%, a R$ 16,96. 

CCR (SA:CCRO3) - Segundo relatório semanal, nas rodovias, o tráfego total cresceu 21,6% entre 20 a 26 de agosto deste ano, ante o mesmo intervalo do ano passado. Sem a concessionária ViaSul e ViaCosteira, houve aumento de 14,1%.

Já no acumulado do ano até 26 de agosto, a movimentação apresentou alta de 17% (consolidado) e de 11,7% (sem ViaSul e Via Costeira). A R$ 12,58, os ativos desvalorizam 0,87%. 

Petrobras (SA:PETR3)(SA:PETR4) e Eneva (SA:ENEV3) - A Petrobras e a Eneva informaram à Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) que encontraram fluidos de gás nas bacias de Campos e Parnaíba. As ações da Eneva recuam 1,79% a R$ 15,89. 

Unifique (SA:FIQE3) - A Unifique fechou a compra de carteiras com 16 mil clientes de rede de fibra óptica das provedoras Cristiano Holdefer & Cia, Vilmar da Silva Ltda e Alexandre da Cunha & Cia, em Joinville (SC).

O preço total de aquisição é de R$ 40 milhões, e prevê também ativos envolvidos na transação e obrigações assumidas. Os papéis avançam 0,51% a R$ 7,94. 

Vibra Energia (SA:BRDT3)- O conselho de administração da Vibra Energia, antiga BR Distribuidora, aprovou nesta sexta-feira a terceira emissão de debêntures da companhia, no valor total de R$ 800 milhões.

Segundo a Vibra, as debêntures terão prazo de dez anos a partir da data de emissão, vencendo em 11 de setembro de 2031. 

A empresa também anunciou que celebrou acordo com a Copersucar para a formação de uma joint venture que atuará como comercializadora de etanol (ECE), com estrutura de gestão independente.

Além disso, a Vibra negociou com a Prisma Capital para a criação de um fundo de investimento imobiliário que receberá o aporte de imóveis da companhia e todos os postos de combustíveis com bandeira Petrobras. A R$ 27,01, as ações caem 0,41%. 

Klabin (SA:KLBN11) -  A Klabin deu início nesta segunda-feira às operações da primeira etapa do projeto Puma II, na unidade industrial em Ortigueira (PR). Essa primeira etapa contemplou a construção de uma linha de fibras principal para a produção de celulose não branqueada integrada a uma máquina de papel kraftliner e kraftliner branco (white top liner) com capacidade de 450 mil toneladas anuais. Os ativos desvalorizam 1,20%, a R$ 26,40. 

Engie (SA:EGIE3) - A elétrica Engie Brasil recebeu autorização do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) para iniciar a operação comercial de linhas de transmissão do sistema Gralha Azul, localizado no Estado do Paraná. As ações recuam 0,63%, a R$ 38,07.

Fleury (SA:FLRY3) - O grupo de medicina diagnóstica Fleury iniciou estudos preliminares para avaliar uma potencial transação envolvendo a empresa de diagnósticos médicos Alliar (SA:AALR3). Os papéis da Fleury sobem 0,13%, a R$ 23,93.

Kora Saúde (SA:KRSA3) - A Kora Saúde Participacoes anunciou a celebração de um contrato para a aquisição direta de, no mínimo 75% e, no máximo, 100% das quotas representativas do capital social do Instituto de Neurologia de Goiânia (ING) por R$ 122,9 milhões.  A R$ 7,62, as ações sobem 1,60%.

Allied (SA:ALLD3) - A Allied Tecnologia comprou a plataforma de compra e venda de aparelhos eletrônicos seminovos BrUsed, segundo a CVM. Os ativos valorizam 1,24%, a R$ 29,50.

Braskem (SA:BRKM5) - A Petrobras reafirmou que mantém seu posicionamento em buscar a venda integral de sua participação na Braskem e monitora o processo de alienação da participação detida pela Novonor, disse a petroleira. As ações da Braskem operam com leve queda de 0,03%, a R$ 62,58.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content