segunda, 24 de janeiro de 2022
Radar corporativo

Eletrobras (ELET3) e Santander (SANB11) lideram quedas no Ibov; Embraer (EMBR3) se destaca na alta

Confira as principais notícias corporativas do dia

02 setembro 2021 - 10h46Por Investing.com

Por Ana Beatriz Bartolo, da Investing.com - O Ibovespa opera com leve queda nesta manhã, próximo às 10h31, puxada pela desvalorização da Eletrobras (SA:ELET3), Santander (SA:SANB11) e Totvs (SA:TOTS3).

Na outra ponta, Embraer (SA:EMBR3), Suzano (SA:SUZB3) e Marfrig (SA:MRFG3) se destacam entre as valorizações.

Confira as principais notícias corporativas do dia:

Seara - Até o fim do ano, a Seara deve ter em operação três novos centros de distribuição, afirmou a empresa ao Broadcast Agro.

Com as unidades em funcionamento, a empresa da JBS (SA:JBSS3) para os setores de proteínas de aves, suínos, peixes, plant-based e alimentos preparados vai expandir em 4.700 toneladas sua capacidade de armazenagem, sendo 1.200 toneladas em Uberlândia; 1.900 em Goiânia e 1.600 em Vila Velha.

Os ativos da JBS recuam 0,42%, a R$ 31,04.

Eletrobras (SA:ELET3)- O ministro da Economia, Paulo Guedes, admitiu que privatização da Eletrobras foi aprovada com algumas "tartaruguinhas" inseridas pelos parlamentares, embora "jabutis" maiores tenham sido removidos do texto.

Para Guedes, foi mantido no texto aquilo que é "razoável, digerível, compreensível", diante da legitimidade de parlamentares para "defender suas regiões".

As ações caem 2,09%, a R$ 37,87.

Petrobras (SA:PETR4) - A Petrobras informou que avalia os impactos financeiros da alteração sobre a coparticipação da empresa no custeio dos planos de saúde dos funcionários, aprovada no Senado.

A empresa não divulgou valores, mas em notas explicativas do balanço do 4T20 havia reconhecido um ganho de R$ 13 bilhões que ajudou no lucro daquele período e agora pode ser revertido, diante da nova regra aprovada pelo Senado.

As ações recuam 0,52%, a R$ 26,90.

Azul (SA:AZUL4) - O presidente da aérea Latam Brasil SA, Jerome Cadier, defendeu que uma eventual oferta de compra da empresa pela Azul está fora de questão e que a rival deseja ter o monopólio para poder aumentar tarifas.

Os ativos caem 1,06%, a R$ 37,38.

Taesa (SA:TAEE11) - A Taesa iniciou a operação comercial na linha de transmissão de 500 kV que interliga Minas Gerais à Bahia, passando pelas cidades de Pirapora, Janaúba e Bom Jesus da Lapa.

Houve antecipação de seis meses na entrega do empreendimento em relação ao previsto e redução de 18% no Capex estimado pela Aneel no leilão de transmissão 13/2015.

Os papéis recuam 0,71%, a R$ 12,64.

BRF (SA:BRFS3) - A BRF concluiu a aquisição da Mogiana Alimentos, por meio de sua subsidiária BRF Pet. O preço a ser pago pela compra da empresa e do Grupo Hercosul é de R$ 1,35 bilhão, ainda sujeito a ajustes.

As ações se desvalorizam 0,58%, a R$ 23,88.

EDP (SA:ENBR3) - A EDP Brasil investirá R$ 41,9 milhões para construir uma usina de hidrogênio verde no Complexo Industrial e Portuário do Pecém, com capacidade para produzir 250 Nm3/h do gás.

A expectativa é que a unidade comece a produção no fim de 2022.

A R$ 18,55, o ativo recua 1,07%.

Oi (SA:OIBR3) - Após um piloto de 100 dias, a operadora de telefonia Oi e a fintech Conta Zap reformularam o serviço de saúde que estão colocando no mercado, para ganhar escala e competitividade, por um preço de R$ 9,90 por mês, segundo o Valor Econômico.

A aposta da operadora é conseguir penetração em sua base de clientes que são profissionais autônomos de baixa renda, hoje sem acesso à rede privada de saúde.

As ações recuam 0,98%, a R$ 1,01.

Itaú (SA:ITUB4) - Em parceria com a ConectCar, empresa da qual detém metade do capital, o Itaú anunciou o lançamento da Tag Itaú.

O adesivo, que permite passagem automática por todos os pedágios e mais de mil estacionamentos do País, será oferecido sem mensalidade a seus clientes.

Os papéis recuam 1,77%, a R$ 30,51.

Assaí (SA:ASAI3) - O Assaí concluiu a venda de dois de cinco imóveis no âmbito de acordo anunciado em julho envolvendo fundo imobiliário administrado pela BRL Trust e gerido pela TRX, por R$ 134,6 milhões.

A R$ 16,96, as ações recuam 0,41%.

Pague Menos (SA:PGMN3) - A rede de farmácias Pague Menos prevê inaugurar 80 e 120 lojas, respectivamente em 2021 e 2022, segundo a sua estratégia de expansão.

Os ativos recuam 0,08%, a R$ 12,34.

Embraer (SA:EMBR3) - Subsidiária da Embraer, a Eve fechou uma parceria com a operadora de helicópteros australiana Microflite envolvendo operações de mobilidade urbana na Austrália a partir de 2026.

A ideia é usar helicópteros para validar os parâmetros que serão aplicados a futuras operações de aeronaves elétricas de pouso e decolagem vertical (eVTOL).

As ações da Embraer avançam 1,74%, a R$ 23,33.

Fulwood - A incorporadora de galpões e condomínios logístico-industriais Fulwood registrou na terça-feira, 31, pedido de Oferta Pública Inicial de Ações (IPO, na sigla em inglês) na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content