Menu
Busca terça, 26 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Petróleo

Preços do petróleo recuam após relatório de empregos dos EUA dar "choque de realidade"

Indicação poderia significar uma demanda mais lenta de combustível durante o retorno da pandemia

03 setembro 2021 - 18h24Por Reuters

Por Jessica Resnick-Ault, da Reuters - Os preços do petróleo recuaram nesta sexta-feira (3), após relatório de emprego dos Estados Unidos mais fraco que o esperado indicando recuperação econômica irregular, o que poderia significar uma demanda mais lenta de combustível durante o retorno da pandemia.

As perdas foram limitadas por preocupações de que a oferta dos EUA iria permanecer restrita após o Furacão Ida, que cortou a produção do Golfo do México nos EUA.

Os contratos futuros do Brent fecharam em queda de 0,42 dólar, ou 0,58%, a 72,61 dólares o barril. Os futuros do petróleo dos EUA (WTI) recuaram 0,70 dólar, ou 1%, a 69,29 dólares.

Ambos os contratos das marcas de referência permaneceram próximos da estabilidade na semana, com petróleo dos EUA em alta de 0,80 dólar.

"Os preços caíram com o relatório de empregos, o que foi claramente impactado pela variante Delta", disse John Kilduff, sócio da Again Capital em Nova York. "Este foi um choque de realidade de que o coronavírus ainda está impactando a demanda", acrescentou.

As folhas de pagamento não agrícolas não cumpriram as expectativas, com um aumento de 235 mil empregos em meio a uma redução na demanda por serviços e a persistente escassez de trabalhadores com o aumento das infecções por COVID-19. Economistas ouvidos pela Reuters previram que a folha de pagamento não agrícola aumentaria em 728 mil empregos.

Enquanto isso, a produção de petróleo e gás no Golfo do México nos Estados Unidos permaneceu em grande parte interrompida após o Furacão Ida, com 1,7 milhão de barris, ou 93%, da produção diária de petróleo suspendida, de acordo com o regulador marítimo Bureau of Safety and Environmental Enforcement.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: