Menu
Busca segunda, 27 de setembro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Investimentos

Paketá, fintech de consignados, atrai Kinea Ventures, do Itaú (ITUB4), em rodada de R$ 27 milhões

Recursos serão utilizados para escalar a operação da empresa e para investimentos em novos produtos e tecnologia

14 setembro 2021 - 14h00Por Redação SpaceMoney

A Paketá, fintech que oferece crédito consignado para colaboradores em uma plataforma 100% digital, anunciou o levantamento em uma rodada série A de R$ 27 milhões, liderada pela Kinea Ventures, fundo de Venture Capital do grupo Itaú Unibanco (ITUB4), com participação da Shift Capital, gestora Venture Capital que já havia liderado a rodada Seed.

O valor será utilizado para escalar a operação e investir em novos produtos e tecnologia. 

“A Paketá vive um momento de escala acelerada. No ano passado, crescemos 627% e, este ano, fechamos o primeiro semestre com crescimento de 270%. Temos a intenção de acelerar estas 3 frentes e agregar outros produtos e serviços também no modelo B2B2C”, afirma Fabian Valverde, CEO da Paketá.

Fundada em 2018, a empresa surgiu com o objetivo de simplificar a rotina dos profissionais de recursos humanos ao disponibilizar uma ferramenta que auxilia na gestão do benefício de crédito consignado e, na outra ponta, democratiza o acesso para os colaboradores com taxas mais baixas e condições melhores de pagamento. 

A fintech possui três modelos estratégicos: o end to end, no qual atua de ponta a ponta, desde alocação de capital, relacionamento com os RHs, atendimento aos colaboradores; o CaaS (consignado as a service) e o SaaS (software as a service), em que a fintech oferece a plataforma, infraestrutura e tudo que é necessário para que os parceiros possam alocar recursos, de forma simples, no produto de crédito consignado para funcionários de empresas.

“O mercado de consignado privado ainda é pouco desenvolvido no Brasil quando comparado ao consignado público, principalmente pela dificuldade operacional enfrentada por empresas e instituições financeiras ao buscarem estruturar este tipo de operação”, explica Philippe Schlumpf, head do Kinea Ventures.

“A Paketá tem se destacado ao fornecer às empresas do setor privado uma plataforma que permite com que as mesmas, de forma simples e ágil, passem a ofertar aos seus colaboradores os benefícios de acesso a crédito consignado e a conteúdos de educação financeira, contribuindo para o aumento do seu bem-estar financeiro. Por fim, vemos muito potencial em uma agenda associativa entre a Paketá e o Itaú”, conclui Philippe.

A Paketá informa que está em estágio avançado de negociações com mais bancos para disponibilizar sua plataforma para que as instituições financeiras possam atuar no mercado de crédito consignado com robustez e uso intensivo de dados.

“Além de possibilitar escalar a alocação de capital de forma mais assertiva e eficiente, a tecnologia da empresa permite que as instituições financeiras se digitalizem e tenham mais dados de seus clientes, aumentando o engajamento com sua base. Isso tem chamado a atenção de diversos players”, afirma João Maia, sócio da Shift Capital.

Atualmente, a Paketá conta com mais 70 pessoas na equipe, com projeção de fechar o ano com 100. A fintech atende cerca de 1.300 empresas conveniadas e, em 5 anos, espera atender um universo de milhões de pessoas em todo o Brasil.

“O mercado passou a nos enxergar como uma empresa de tecnologia no mercado de crédito para funcionários de companhias privadas. Acreditamos que há uma oportunidade muito grande neste segmento e, de fato, desde o início nos mantemos focados nesta direção. Tem muita novidade interessante vindo pela frente”, conclui Valverde.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: