sábado, 04 de dezembro de 2021
Radar corporativo

Méliuz (CASH3) e Gerdau (GGBR4) lideram altas no Ibovespa; Unidas (LCAM3) e Localiza (RENT3) caem

Confira as principais notícias corporativas do dia

09 setembro 2021 - 10h52Por Investing.com

Por Ana Beatriz Bartolo, da Investing.com - Depois do tombo de ontem, o Ibovespa opera com leve alta de 0,43%, próximo das 10h14 desta manhã (9), com as ações da Méliuz (SA:CASH3), Gerdau (SA:GGBR4) e BTG (SA:BPAC11) na liderança entre as altas.

Na outra ponta, Unidas (SA:LCAM3), Localiza (SA:RENT3) e CCR (SA:CCRO3) se destacam entre as quedas.

Confira as principais notícias corporativas do dia.

Minerva (SA:BEEF3) - A Minerva pretende investir US$ 3 milhões na fintech agrícola Traive, como parte da nova rodada de captações da startup.

A fintech atua no desenvolvimento de modelos de crédito para o setor agrícola, para facilitar acesso dos produtores rurais a produtos financeiros.

As ações avançam 0,97%, a R$ 8,26.

Santander - O Santander Brasil (SA:SANB11) comprou a imobiliária online Apê11, ampliando a aposta no segmento de financiamento de imóveis.

O acordo, que não teve o valor revelado, envolve compra de ações e aumento de capital e dará ao banco uma fatia de 90% na startup.

Os ativos sobem 0,67%, a R$ 37,48.

Suzano (SA:SUZB3) - A Suzano confirmou a emissão de bonds sustentáveis com valor principal de US$ 500 milhões pela sua subsidiária Suzano Austria.

Os títulos têm taxa de 2,70% ao ano e cupom de 2,50% ao ano, pagos semestralmente, nos dias 15 dos meses de março e setembro de cada ano, a partir de 15 de março de 2022 e com vencimento em 15 de setembro de 2028.

A liquidação da operação está prevista para 13 de setembro deste ano.

Os papéis se valorizam 0,42%, a R$ 62,85

Azul (SA:AZUL4) - O tráfego de passageiros consolidado (RPKs) da Azul cresceu 173% ante agosto de 2020. A capacidade (ASKs), por sua vez, apresentou um salto de 164,3% na mesma base de comparação.

Com isso, a taxa de ocupação em relação a agosto de 2020 subiu 2,5 pontos porcentuais, passando a 77,9%. Em junho de 2019, essa taxa era de 83%.

As ações recuam 0,04%, a R$ 34,64.

Movida (SA:MOVI3) - A Movida confirmou a reabertura de seus bonds com compromissos de sustentabilidade, por meio da sua subsidiária Movida Europe, precificados a um valor total de US$ 300 milhões.

Os bonds foram emitidos originalmente no começo do ano, em montante de US$ 500 milhões, e pagam juro de 5,250% ao ano, com vencimento em 8 de fevereiro de 2031.

Os ativos caem 1,50%, a R$ 17,70.

Aeris (SA:AERI3) - A fornecedora de equipamentos para geração eólica Aeris fechou um contrato de R$ 1,6 bilhão com a Nordex Energy para a fabricação de pás eólicas. O acordo ficará em vigor até o final de 2023.

Os papéis sobem 5,61%, a R$ 8,10.

BRF (SA:BRFS3) e Magazine Luiza (SA:MGLU3) - A BRF vai comercializar seus produtos no marketplace do Magazine Luiza (SA:MGLU3).

A expectativa é chegar a 500 itens da BRF disponíveis na plataforma do Magalu, que serão vendidos inicialmente para a cidade de São Paulo, mas a ideia é expandir para outras capitais do País.

As ações da BRF recuam 0,73%, a R$ 23,21, enquanto as da Magalu avançam 0,11%, a R$ 18,81

Oi (SA:OIBR3) - A Oi espera gerar uma receita anual de R$ 15 bilhões dentro de dois ou três anos em sua nova configuração, após a venda de ativos no processo de recuperação judicial, segundo o Valor Econômico.

Os papéis sobem 1,86%, a R$ 1,64.

Banco do Brasil (SA:BBAS3) e Caixa Econômica Federal - O Tribunal de Contas da União (TCU) pediu para que os presidentes da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, e do Banco do Brasil, Fausto de Andrade Ribeiro, fossem afastados em decisão cautelar.

Segundo o procurador Lucas Furtado, os dois teriam cometido abuso de poder no caso do manifesto da Febraban, ameaçando sanções contra outras instituições que assinassem o texto.

As ações do BB caem 0,39%, a R$ 28,29.

Ambipar (SA:AMBP3) - A Ambipar comprou a Emerge Hydrovac, empresa que atua em atendimentos de emergências ambientais e serviços industriais.

Os ativos sobem 1,04%, a R$ 59,50.

Braskem (SA:BRKM5) - A Braskem assinou um acordo com a petroquímica tailandesa SCG Chemicals envolvendo estudos para investir em conjunto em uma nova fábrica de desidratação de bioetanol na Tailândia.

As ações caem 1,92%, a R$ 61,30.

Vale (SA:VALE3) - A mineradora Vale atualizou estimativas para desembolso de caixa em 2021, prevendo despesas de US$ 2,7 bilhões a US$ 3,2 bilhões relacionadas ao desastre de Brumadinho (MG).

A empresa também estimou desembolso para investimentos (Capex) de US$ 5,4 bilhões em 2021. As despesas financeiras líquidas foram estimadas entre US$ 800 milhões e US$ 1,1 bilhão em 2021.

Os papéis recuam 0,16%, a R$ 94,89.

Dexco (SA:DXCO3) - A Dexco, por meio do DX Ventures, seu fundo de Corporate Venture Capital, anuncia investimento de R$ 15 milhões na Noah | Wood Building Design.

Trata-se de uma construtech que tem a proposta de levar a sustentabilidade para a construção civil, por meio da utilização de madeira engenheirada em um processo construtivo industrializado.

Os ativos sobem 1,53%, a R$ 19,24.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content