Menu
Busca sexta, 22 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Com multa de US$ 2,2 milhões

Justiça norte-americana condena ex-CEO da Braskem (BRKM5) a 20 meses de prisão

José Carlos Grubisich foi acusado de estar envolvido em casos de suborno internacional e violações a lei de valores imobiliários, segundo o Departamento de Justiça

13 outubro 2021 - 09h22Por Redação SpaceMoney

Na última terça-feira (12), o ex-CEO da Braskem (BRKM5), José Carlos Grubisich, foi condenado a 20 meses de prisão pela Justiça dos Estados Unidos.

Segundo informações do Departamento de Justiça do país, Grubisich esteve envolvido em casos de suborno internacional e violações a lei de valores mobiliários. 

O executivo também foi condenado a pagar US$ 2,2 milhões em multas.

Segundo o órgão americano, Grubisich conspirou para desviar centenas de milhões de dólares da petroquímica a um fundo secreto. Com esse montante, o executivo teria pago propinas a funcionários do governo, a partidos políticos e outros agentes no Brasil, com a intenção de obter e reter negócios.

Quem definiu a sentença nesta terça-feira foi a juíza Jacquelyn M. Kasulis, do Distrito Leste da Justiça de Nova York.

Com informações de O Estado de S.Paulo.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: