Menu
Busca segunda, 27 de setembro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Prévia

Internacional: fique por dentro das principais notícias dos mercados desta quarta-feira (15)

Aqui está o que você precisa saber sobre os mercados financeiros hoje

15 setembro 2021 - 09h00Por Investing.com

Por Geoffrey Smith e Ana Beatriz Bartolo, da Investing.com - Os mercados de ações da China caem novamente devido aos dados econômicos decepcionantes e à inadimplência aparentemente iminente de uma grande incorporadora imobiliária.

Bancos e corretoras diminuem as estimativas de crescimento do PIB brasileira para este e próximo ano, enquanto o Banco Central divulga o IBC-Br de julho.

Os preços da energia na Europa estão agora acima de seu recorde em 2008, enquanto uma grande queda nos estoques também está sustentando o petróleo bruto.

Os dados da produção industrial dos EUA para agosto serão divulgados.

Aqui está o que você precisa saber sobre os mercados financeiros na quarta-feira, 15 de setembro.

1. Covid-19 atinge economia chinesa em agosto

A economia da China desacelerou ainda mais em agosto, sob a pressão de uma onda de bloqueios causados pela Covid-19 e o efeito retardado das medidas tomadas no início do ano para manter os problemas de crédito do país sob controle.

O crescimento das vendas no varejo desacelerou para 2,5% no ano, muito mais lento do que o esperado, enquanto o crescimento da produção industrial também desacelerou mais do que o esperado, de 8,4% para 5,3%. O investimento em ativos fixos desacelerou paralelamente.

Embora os números anuais também reflitam a rápida melhora nos números de base de 12 meses atrás, eles vêm em um momento em que uma nova safra de bloqueios na província de Fujian e tempestades na China central e no litoral leste ameaçam estender as interrupções tanto aos gastos do consumidor quanto aos padrões de produção industrial.

Além de tudo isso, os mercados financeiros do país estão tentando digerir o que parece ser o maior default corporativo de sua história.

A incorporadora China Evergrande Group, que tem cerca de US$ 300 bilhões em passivos, não poderá pagar os juros de sua dívida na próxima semana, informou o Ministério da Habitação aos credores. A empresa também perderá pelo menos um pagamento do principal, informou a agência de notícias.

A Standard & Poor’s reduziu sua classificação de dívida da Evergrande para CC, significando uma alta probabilidade de inadimplência iminente.

Vários índices de ações chineses caíram entre 0,2% e 1,8%, com o índice Hang Seng de Hong Kong tendo o pior resultado.

2. Redução da estimativa de PIB no Brasil

O mercado econômico está cada vez menos otimista em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) de 2022.

O resultado fraco do segundo trimestre (-0,1% em relação ao primeiro trimestre) junto com a crise hídrica, o aumento da inflação e da crise política fizeram com que os especialistas revisassem suas estimativas.

O Itaú Unibanco reduziu nesta terça-feira sua expectativa de crescimento da atividade em 2021, de 5,7% para 5,3%, e a de 2022 passou de 1,5% para 0,5%.

O banco BV (ex-Banco Votorantim), por sua vez, mudou a sua previsão para o ano que vem de 1,8% para 1,5%.

A estimativa para 2022 do JP Morgan passou de 1,5% para 0,9% e, no início do mês, o Banco Fator já tinha estimado avanço de 0,5% para o ano que vem.

A XP reduziu a projeção de crescimento do PIB de 2022, de 1,7% para 1,3%.

Outros indicadores econômicos também foram atualizados.

Agora, o Itaú espera que a taxa Selic termine 2022 em 9%, quando a previsão anterior era de 7,5%, e a projeção do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do próximo ano passou de 3,90% para 4,20%.

Hoje, o Banco Central divulga o IBC-Br de julho. No mês anterior, a prévia do PIB avançou 1,14%.

3. Futuros de Nova York com leve alta; expectativa pela produção industrial dos EUA

Os mercados de ações dos EUA devem abrir com leve alta, recuperando parcialmente de algumas das perdas de terça-feira, já que um novo aumento nos casos da Covid-19 continuou a lançar dúvidas sobre o curso da recuperação.

O impacto da onda da variante delta do coronavírus ficou evidente na queda mensal de 9% nas passagens aéreas em agosto, o que contribuiu para que os dados de inflação ficassem abaixo das expectativas na quarta-feira.

Às 08h24, Dow Jones futuros, S&P 500 futuros e Nasdaq 100 futuros avançavam respectivamente 0,03%, 0,14% e 0,21%. Já o EWZ, principal ETF que replica o Ibovespa em Nova York, subia 0,94% no pré-mercado em Wall Street.

Os dados da produção industrial dos EUA serão divulgados às 10h15, enquanto os números dos pedidos de hipoteca semanais serão conhecidos mais cedo.

Os setores que provavelmente estarão em foco incluem bens de luxo, onde os estoques europeus caíram com o temor de que a crescente repressão à desigualdade da China possa atingir as vendas.

As ações dos cassinos despencaram na terça-feira após relatos de regulamentos mais rígidos planejados para a indústria de jogos de azar de Macau.

As ações que provavelmente estarão em foco incluem a Microsoft (NASDAQ:MSFT) (SA:MSFT34), que aumentou seu dividendo trimestral e anunciou um novo programa de recompra.

4. Os preços da energia na Europa atingiram o recorde de todos os tempos após o incêndio do interconector

Os preços europeus do gás natural e de energia atingiram novas máximas à medida que o aperto nos mercados spot com suprimento insuficiente piorou.

O gatilho para o último aumento nos preços foi um incêndio que tirou do ar um cabo de interconexão que transmite 2 gigawatts de energia da França para o Reino Unido.

Em termos de preços equivalentes do petróleo, os preços do gás europeu estão agora acima de US$ 150 o barril, mais do que mesmo no auge da alta do preço em 2008.

Analistas apontam que uma reversão pode ocorrer muito em breve, dado o desaparecimento da liquidez nos mercados à vista e o fato de que os preços europeus agora subiram a um nível em que em breve será lucrativo desviar o fornecimento de GNL do mercado asiático.

O Kremlin ajudou a contribuir com comentários de que a abertura imediata do oleoduto Nord Stream 2 ajudaria a aliviar o aperto.

O gasoduto foi concluído recentemente, mas ainda precisa passar por rigorosas verificações de "pré-comissionamento" que devem ser aprovadas pelo regulador alemão.

5. Petróleo sustentado por grande queda nos estoques

Os preços do petróleo bruto também atingiram máximas de seis semanas, graças a uma queda maior do que o esperado nos estoques dos EUA na semana passada, de acordo com o American Petroleum Institute (API).

A API disse que os estoques de petróleo caíram 5,2 milhões de barris na semana passada, em comparação com as expectativas de 3,9 milhões.

Os dados do governo dos EUA serão conhecidos às 11h30, como de costume.

Às 08h30, os contratos futuros do petróleo WTI, negociados em Nova York, subiam 1,39%, a US$ 71,44 o barril, enquanto os futuros do petróleo Brent, cotados em Nova York, avançavam 1,21%, a US$ 74,49 o barril.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: