Menu
Busca quinta, 21 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Eventos sociais

Covid-19: SP exigirá ao menos uma dose de vacina para grandes eventos

Comprovante pode ser físico ou pelo aplicativo Conecte Sus

06 outubro 2021 - 15h35Por Agência Brasil

Por Elaine Patricia Cruzm da Agência Brasil - Para entrar em um grande evento no estado de São Paulo, o governo paulista vai exigir que a pessoa tenha tomado ao menos uma dose de vacina contra a covid-19. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (6). Com a decisão, quem não tiver tomado nenhuma dose, não poderá frequentar este tipo de evento em São Paulo.

“O primeiro critério fundamental [para entrar em um grande evento], sem dúvida, é a vacinação completa. Quem quiser frequentar um grande evento a partir deste mês, como o futebol, a pessoa vai precisar ter esquema vacinal completo. Se não tiver o esquema completo, precisa ter ao menos a primeira dose e um teste negativo. Pessoas que não tomaram a primeira dose por razões diversas não vão conseguir frequentar esses grandes eventos. Outra condição é que o uso de máscara será fundamental nessas situações”, disse o coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, Paulo Menezes, em entrevista coletiva.

São Paulo tem retomado, gradualmente, a reabertura de eventos esportivos, culturais e de lazer, com controle de público. A presença de torcida nos estádios de futebol de São Paulo, por exemplo, já está autorizada. Neste momento, a presença é restrita a 30% da capacidade do estádio. Esse limite vai aumentar para 50% a partir de 16 de outubro e para 100% em novembro.

Para ir ao estádio, a pessoa precisa apresentar o comprovante de vacinação físico ou digital – disponível no Conecte SUS (imagem) ou no aplicativo do Poupatempo. Se tomou apenas uma dose, precisa apresentar, além do comprovante de vacinação, um teste de covid-19.

Festas de final de ano

Menezes disse que o comitê ainda não tem uma posição definida sobre a realização de grandes eventos ao ar livre sem controle de público, como as festas de ano novo e carnaval. "Nós entendemos que ainda não é o momento de discutir os grandes eventos abertos, porque não há nenhum controle", disse ele.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: