quarta, 28 de fevereiro de 2024
fechamento

Ibovespa fecha em alta de 1,13%, acima dos 109 mil pontos, e dólar sobe 0,29%

07 novembro 2019 - 19h15Por Redação SpaceMoney

O Ibovespa, principal índice acionário da B3, a bolsa brasileira, fechou sessão desta quinta-feira (07) em alta de 1,13%, com 109.580 pontos. É a primeira vez que o índice fecha acima dos 109 mil pontos. No melhor momento do dia, chegou a 109.671,91 pontos, recorde intraday. Em oposição à forte queda no dia de ontem (6), muito por causa da quebra de expectativa com o leilão da cessão onerosa do petróleo, a bolsa subiu com a estimativa do PIB e divulgação de balanços.

Dólar

O dólar fechou em alta de de 0,287%, cotado a R$ 4,093. Veja os principais fatores que podem influenciar as performances dos marcadores na sessão de hoje:

Segundo dia de leilão

A 6ª Rodada de Licitações de Partilha de Produção, da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), terminou hoje (7) com apenas um bloco arrematado entre os cinco oferecidos no polígono do pré-sal, arrecadando um bônus de assinatura de R$ 5 bilhões. A Petrobras havia manifestado preferência por três blocos, mas só fez uma proposta, em consórcio com a chinesa CNODC, sendo 80% da estatal brasileira e 20% da chinesa. O bloco arrematado foi Aram, na Bacia de Santos, considerado o mais valioso do leilão.

IPCA

A previsão para a inflação anual, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), caiu de 3,62%, estimada em setembro, para 3,26%, no boletim divulgado hoje. A estimativa para o Índice Nacional de Preços Ao Consumidor (INPC) passou de 3,67% para 3,26%.

PIB

O governo aumentou a projeção para o crescimento da economia em 2019. A estimativa do Produto Interno Bruto (PIB, soma de todos os bens e serviços produzidos no país), foi revisada de 0,85% para 0,90%. Para 2020, a previsão é que o PIB tenha expansão de 2,32%, ante a previsão anterior de 2,17%. Para os três anos seguintes, a estimativa é 2,50%.