segunda, 27 de maio de 2024
SpaceNow

IBOVESPA E DÓLAR HOJE: política fiscal e reforma tributária no radar

Confira os principais fatores que influenciam os mercados financeiros em todo o mundo nesta quinta-feira, 23 de novembro

23 novembro 2023 - 18h20Por Redação SpaceMoney
B3B3 - Crédito: Paulo Whitaker, para a agência Reuters

Bem-vindo ao SpaceNow. De hora em hora, a SpaceMoney atualiza as principais notícias que impactam os mercados financeiros em todo o mundo.

 

Ibovespa e dólar hoje

Ibovespa, principal índice acionário da B3 encerrou em alta de 0,43%, aos 126.575,75 pontos, nesta quinta-feira (23). 

dólar comercial (compra) se valorizou em 0,11%, a R$ 4,90. 

 

Outros índices

BDRs: BDRX: -0,18%

FIIs: Ifix: +0,12%

Small caps: SMLL: -0,03%

 

Bolsas globais 

Ásia [Encerrados] 

Nikkei 225 (Japão): +0,29%

Shanghai Composite (China): -0,79%

 

Europa [Encerrados]

DAX 30 (Alemanha): +0,24%

FTSE 100 (Reino Unido): +0,22%

CAC 40 (França): +0,24%

 

EUA [Inoperantes]

Dow Jones: -

S&P 500: -

Nasdaq: -

 

EWZ

O iShares MSCI Brazil ETF (EWZ) registrou queda de 0,09% em NY.

 

Juros futuros (DIs)

Ativo Variação (p.) Último Preço
DI1F24

-0,01

11,936

DI1F25 0,01

10,51

DI1F26 0,15

10,26

DI1F28

0,02

10,625
DI1F30

0,01

10,90
DI1F32

-0,01

11,00

Por volta de 10:30.

 

Commodities

Petróleo - O petróleo WTI para dezembro opera em queda de 1,21% a US$ 76,18 por barril, enquanto o petróleo tipo Brent para janeiro registrou recuo de 1,09%, a US$ 81,03 por barril, nesta quinta-feira (23).

 

Confira os principais fatores que influenciam os mercados financeiros em todo o mundo nesta quinta-feira, 23 de novembro:

 

Brasil

OrçamentoInsatisfeitos com o não cumprimento de acordos e a demora na liberação de emendas, líderes da Câmara se entenderam com Lira para reagir ao governo em várias frentes, prometendo derrubar vetos de Lula, inclusive ao Carf e dois do arcabouço fiscal.

O movimento vem na sequência da emenda apresentada à LDO pelo líder do governo no Congresso, senador Randolfe Rodrigues, que limita os cortes do orçamento em R$ 23 bilhões, numa investida identificada como “interpretação criativa do arcabouço”.

Hoje é o último dia para o presidente sancionar o projeto da desoneração, que pode custar R$ 9 bilhões por ano à União. Até ontem, a expectativa era de veto do trecho que aumenta a desoneração para empresas de ônibus e dos benefícios aos municípios.

O momento é de tensão para a equipe econômica, que precisa de cada um desses projetos para conseguir garantir a arrecadação e evitar um corte maior no orçamento, e a consequente mudança da meta de zerar o déficit em 2024.

 

Reforma tributária - A Secretaria Extraordinária da Reforma Tributária negou que a reforma contribui para a elevação das atuais alíquotas modais do ICMS, como alguns Estados vêm dizendo. O argumento dos Estados do Sul e Sudeste é que a futura divisão do IBS dependerá da receita média entre 2024 e 2028 e, assim, estariam prejudicados em relação ao Norte e Nordeste, que já elevaram suas alíquotas modais.

 

Fundos - Senado deixou para a semana que vem a votação dos projetos de taxação dos fundos offshore e exclusivos e das apostas esportivas. No seu lugar, aprovou a PEC que limita as decisões monocráticas de ministros do STF. A PEC foi aprovada em dois turnos pelos senadores por 52 votos a 18. Segue agora para a Câmara.

 

Limitação STF - O Senado aprovou nesta quarta-feira (22), em dois turnos, a proposta de emenda à Constituição que limita decisões individuais de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Foram 52 votos a favor e 18 contrários, o mesmo placar nos dois turnos. Eram necessários 49 votos para aprovação da PEC. O texto segue agora para a análise da Câmara dos Deputados.

(Agência Brasil)

 

R$ 15 bi para estados - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou nesta quarta-feira (22) o projeto de lei que libera R$ 15 bilhões para compensar a perda de arrecadação de estados, Distrito Federal e municípios. O texto também abre crédito especial de R$ 207,4 milhões para pagar despesas de oito ministérios.

A proposta foi aprovada pelo Congresso Nacional no início do mês. Do total de recursos para estados e municípios, R$ 8,7 bilhões vão cobrir perdas de arrecadação do ICMS. Outros R$ 6,3 bilhões compensam a redução nas transferências aos Fundos de Participação dos Estados e do Distrito Federal (FPE) e dos Municípios (FPM) em 2023.

(Agência Brasil)

 

Imposto de Renda - Contribuintes que ainda têm restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física a receber poderão consultar o lote residual do mês de novembro de 2023, a partir das 10h desta quinta-feira (23).

De acordo com a Receita Federal, o crédito bancário para os 358.737 contribuintes será realizado no dia 30 de novembro, no valor total de R$ 762.906.928.

Desse total, R$ 524.811.239 referem-se aos que têm prioridade, sendo 5.774 idosos acima de 80 anos, 58.060 entre 60 e 79 anos, e 6.654 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

(Agência Brasil)

 

Agenda - Parcial do IPC-S (08h). Campos Neto faz mais uma palestra (18h). O foco principal continua sendo Brasília, com expectativa sobre a sanção presidencial do projeto de desoneração da folha e uma sessão conjunta do Congresso, marcada para esta quinta-feira, que já está dando o que falar.

 

EUA

O feriado de Ação de Graças fecha os mercados hoje em Nova York, antecipando um fim de semana prolongado com os horários reduzidos dos pregões na sexta-feira (24). Sem Wall Street, a liquidez deve minguar. 

 

Europa

Alemanha - Índice PMI S&P Global composto (nov) – preliminar (05h30).

Zona do Euro - Índice PMI S&P Global composto (nov) – preliminar (06h).