sexta, 19 de abril de 2024
SpaceNow

IBOVESPA E DÓLAR HOJE - Boletim Focus, balanço da Vale (VALE3) e reação do mercado a ata do Fed

Confira os principais fatores que influenciam os mercados financeiros em todo o mundo nesta quinta-feira, 22 de fevereiro

22 fevereiro 2024 - 18h18Por Redação SpaceMoney
B3B3 - Crédito: Paulo Whitaker, para a agência Reuters

Bem-vindo ao SpaceNow. Aqui, a SpaceMoney atualiza as principais notícias que impactam os mercados financeiros em todo o mundo.

 

Ibovespa e dólar hoje

Ibovespa, principal índice acionário da B3, encerrou o dia em alta de 0,16%, aos 130.240,55 pontos, nesta quinta-feira (22). 

dólar comercial (compra) se valorizou em 0,30%, cotado a R$ 4,952.  

 

Outros índices

BDRs: BDRX: +3,33%

FIIs: Ifix: -0,02% 

Small caps: SMLL: +1,09%

 

Bolsas globais 

Ásia [Encerrados]

Nikkei 225 (Japão): +2,19%

Shanghai Composite (China): +1,27%

 

Europa [Encerrados]

DAX 30 (Alemanha): +1,47%

FTSE 100 (Reino Unido): +0,29%

CAC 40 (França): +1,27%

 

EUA [Encerrados]

Dow Jones: +1,18%

S&P 500: +2,11%

Nasdaq 100: +3,01%

 

EWZ

O iShares MSCI Brazil ETF (EWZ) registrou queda de 0,62%, a US$ 33,48, em NY

 

Juros futuros (DIs)

Ativo Variação (p.) Último Preço
DI1F25

+0,035

10,02

DI1F26 +0,085

9,86

DI1F27

+0,11

10,035

DI1F29

+0,095

10,455
DI1F31

+0,09

10,7
DI1F33

+0,09

10,81

 

Commodities

Petróleo - O petróleo WTI para abril de 2024 se valorizou em 0,90%, a US$ 78,61 por barril, enquanto o petróleo tipo Brent para abril de 2024 avançou 0,77%, a US$ 83,67 por barril. 

 

Confira os principais fatores que influenciam o Ibovespa, o dólar e os mercados financeiros em todo o mundo nesta quinta-feira, 22 de fevereiro

 

Brasil

Agenda:

  • Às 8:25 o Banco Central (BC) informa o Boletim Focus desta semana.

 

Focus: projeções para inflação e PIB melhoram, com Selic terminal a 9% em 2024

A taxa básica de juros Selic deve atingir o patamar de 9,00% em 2024, segundo os economistas consultados pelo Banco Central (BC) para a formulação do Boletim Focus desta quinta-feira, 22 de fevereiro.

De acordo com a publicação, o Produto Interno Bruto (PIB) do País vai somar 1,68%, 0,08% acima do número projetado há uma semana.

Já o dólar deve encerrar o ano cotado a R$ 4,93, 0,01% acima da estimativa da semana anterior.

A projeção para a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) veio em 3,81%, em 2024 - uma expectativa 0,01% menor que a feita anteriormente.

Confira detalhes aqui

 

 

MP da reoneração

Após reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Rofrigo Pacheco ontem, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, confirmou que ainda tenta conseguir a reoneração da folha de pagamentos e o fim do Perse.

O ministro disse que o governo deverá enviar ao Congresso um projeto de lei para acabar gradualmente com a desoneração da folha e garantir o cumprimento do déficit zero (ou chegar perto disso). O PL, ainda sem data, seria apresentado com urgência constitucional.

Isso significa que haveria um prazo de 45 dias para a deliberação da matéria, sob pena de trancamento da pauta de votações.

Segundo Haddad, a sugestão para que o tema da reoneração da folha fosse enviada por projeto de lei foi feita por Pacheco a Lula. Uma das principais críticas dos parlamentares foi a forma de envio da proposta por Medida Provisória.

O ministro foi questionado se a reoneração poderia ficar para 2025 e respondeu que o “PL abrirá as negociações”.

Autor do projeto que prorroga o benefício até 2027, o senador Efraim Filho (União) disse que, se o governo quiser angariar votos à nova proposta, terá de apresentar uma medida que garanta o incentivo fiscal por mais quatro anos.

Nas últimas horas, as conversas estariam mais focadas no fim dos benefícios fiscais ao setor de eventos, que a Fazenda quer manter na MP editada no final de 2023. Haddad prometeu apresentar até o fim do mês os dados do TCU que apontam irregularidades no Perse.

Em entrevista a Miriam Leitão para a GloboNews, ontem à noite, Haddad confirmou que o trecho da reoneração da folha de pagamento tramitará por projeto de lei e disse que texto será igual ao proposto na MP.

Sobre o Perse, observou que “desde o começo dissemos ao Congresso que era inviável” e insistiu que o impacto dos benefícios previstos pelo programa emergencial é muito maior do que o apontado pelo setor de eventos.

No mercado, as dificuldades para destravar a agenda econômica no Congresso são acompanhadas com apreensão, mas as negociações que envolvem pessoalmente o presidente Lula apontam para um desfecho positivo.

Lula encontra Arthur Lira e líderes da Câmara hoje às 19h.

Bom Dia Mercado

 

Balanços

Hoje tem Vale (VALE3), B3 (B3SA3), Nubank (ROXO34) Caixa Seguridade (CXSE3) após fechamento de mercado.

Na Vale (VALE3), um levantamento do Broadcast aponta que a mineradora deve registrar alta de 10% no lucro líquido do 4T, para US$ 4,09 bilhões. O EBITDA deve dar um salto de 40% na comparação anual, a US$ 6,48 bilhões.

 

EUA

Agenda:

  • - Às 10:30 sai o volume de pedidos de auxílio-desemprego da semana.
  • - Às 11:45 é informado o índice PMI composto de fevereiro.

 

Ata do FOMC: membros do Fed citam preocupação em cortar juros antes do momento apropriado

A ata do Federal Reserve (banco central dos Estados Unidos) sobre a última decisão de juros ressaltou novamente a incerteza da autarquia em relação a iniciar os cortes na taxa "cedo". 

“Os participantes destacaram a incerteza associada a quanto tempo uma postura restritiva da política monetária precisaria ser mantida”, para que a inflação possa retornar à meta de 2% do Fed.

Além disso, os membros do BC americano concordaram que precisavam de “maior confiança” na queda da inflação antes de considerarem cortar as taxas. 

A ata divulgada na última quarta-feira (21) reforça o que o presidente do Fed, Jerome Powell, havia endossado em coletiva de imprensa no dia 31 de janeiro. 

Para o Citi, a discussão na ata sobre o abrandamento da inflação ocorreu em um contexto de pico de otimismo sobre uma “aterrissagem suave” e, assim, parece um pouco obsoleta, à luz dos dados muito mais fortes de janeiro.

Depois da divulgação do documento do Fed, o monitoramento do CME seguiu mostrando que as apostas majoritárias são para início da flexibilização monetária em junho (53%), com ajuste total no ano de 100pb.

Bom Dia Mercado

 

Nvidia

A gigante de semicondutores escalou 9% no after hours, com balanço trimestral espetacular. O lucro líquido de US$ 12,29 bilhões no 4T23 registrou um salto extraordinário de 769% contra igual período do ano anterior.

O lucro por ação diluída foi de US$ 4,93 e superou a expectativa dos analistas, de US$ 4,60. A receita de US$ 22,1 bilhões explodiu 265% sobre o mesmo período de 2022 e também veio acima do esperado (US$ 20,4 bilhões). 

A fabricante de chips, que hoje ocupa a quarta posição no ranking de empresas de maior valor de mercado, superando a Amazon e a Alphabet, atualizou as projeções para o 1T de 2025 e espera receita de US$ 24 bilhões.

 

Europa

Alemanha

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto da Alemanha, que engloba os setores industrial e de serviços, caiu de 47 em janeiro para 46,1 em fevereiro, atingindo o menor nível em quatro meses, segundo dados preliminares divulgados nesta quinta-feira (22), pela S&P Global em parceria com o Hamburg Commercial Bank.

Apenas o PMI industrial alemão recuou de 45,5 para 42,3 no mesmo período, tocando também o menor patamar em quatro meses. O resultado frustrou analistas consultados pela FactSet, que previam avanço a 45,8 neste mês.

Por outro lado, o PMI de serviços da Alemanha subiu de 47,7 em janeiro para 48,2 em fevereiro. Neste caso, a previsão da FactSet era de alta um pouco menor, a 48.

As leituras abaixo da barreira de 50 indicam contração da atividade econômica alemã.

 

Zona do Euro

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto da zona do euro, que engloba os setores industrial e de serviços, subiu de 47,9 em janeiro para 48,9 em fevereiro, atingindo o maior nível em oito meses, segundo dados preliminares divulgados nesta quinta-feira (22), pela S&P Global em parceria com o Hamburg Commercial Bank.

O resultado superou a expectativa de analistas consultados pela FactSet, que previam aumento do PMI composto do bloco a 48,4 neste mês.

Apenas o PMI de serviços da zona do euro avançou de 48,4 para 50 no mesmo período, tocando o maior patamar em sete meses. O consenso da FactSet era de alta bem menor, a 48,9.

O PMI industrial do bloco, por outro lado, diminuiu de 46,6 em janeiro para 46,1 em fevereiro. Neste caso, a previsão era de alta a 47. Leituras abaixo de 50 indicam contração. Já 50 sinaliza estabilidade.

 

 

Ásia

Japão

 

A leitura preliminar do PMI/S&P Global composto japonês caiu de 51,5 em janeiro para 50,3 em fevereiro, mas permaneceu acima do patamar neutro de 50, ou seja, indicando expansão da atividade econômica. 

O PMI industrial cedeu de 47,7 para 45,4 no mesmo período, ainda em território de contração, abaixo da previsão dos analistas, de 48,2. O PMI de serviços também recuou, de 53,1 para 52,5, mas permaneceu acima de 50.

Turbinada pelo iene mais fraco, a bolsa de Tóquio estabeleceu nova máxima histórica na noite de ontem, aos 38.924,88 pontos, superando o recorde em mais de 34 anos, desde dezembro de 1989.

 

Essa matéria contém informações do Bom Dia Mercado