sexta, 24 de maio de 2024
SpaceNow

Ibovespa e dólar hoje (27), com arcabouço fiscal, balanços e compra de SVB por First Citizens

Confira aqui os principais fatores que influenciam os mercados financeiros em todo o mundo nesta segunda-feira (27)

27 março 2023 - 17h26Por Redação SpaceMoney

Bem-vindo ao SpaceNow. De hora em hora, a SpaceMoney atualiza as principais notícias que impactam os mercados financeiros em todo o mundo.

Ibovespa e dólar hoje (27)

Nesta segunda-feira (27), o Ibovespa, principal índice acionário da B3, fecha com alta de 0,85% aos 99.670,47 pontos. O dólar comercial (compra) fechou com queda de 0,85%, a R$ 5,206.

 

Outros índices

BDRX: -0,83%

Ifix: -0,11%

SMLL: +0,57%

 

Bolsas globais agora

Ásia [Encerrados]

Nikkei 225 (Japão): +0,33%

Shanghai Composite (China): -0,44%

 

Europa [Encerrados]

DAX 30 (Alemanha): +1,14%

FTSE 100 (Inglaterra): +0,90%

CAC 40 (França): +0,90%

 

EUA 

Dow Jones: +0,61%

S&P 500: +0,17% 

Nasdaq 100: -0,74%

 

EWZ

O iShares MSCI Brazil ETF (EWZ) encerrou as negociações em alta de 1,64% nesta segunda-feira (27), em NY.

 

Juros futuros (DIs)

Ativo Variação (p.) Último Preço
DI1F24 +0,005

13,065

DI1F25 -0,035

11,895

DI1F26 -0,025

11,915

DI1F28

-0,07

12,395
DI1F30

-0,10

12,83
DI1F32

-0,05

13,07

[Por volta de 16:20]

 

Commodities

Minério de ferro - O minério de ferro negociado na bolsa de Dalian registrou alta de 2,16% em seus preços, a 873,50 iuanes, o equivalente a US$ 126,96 por tonelada métrica.

 

Petróleo - O petróleo WTI para maio avançou 5,12%, a US$ 72,81 por barril, nesta segunda-feira (27). O petróleo tipo Brent para junho subiu 4,25%, a US$ 77,76 por barril.

 

Confira aqui os principais fatores que influenciam os mercados financeiros em todo o mundo nesta segunda-feira (27):

SpaceNews

 

Brasil

Relatório de Investimentos Diretos do Banco Central (BC) e a Sondagem do Consumidor de março (FGV) foram informados nesta segunda-feira (27).

Os Investimentos Diretos no País (IDP) somaram US$ 6,451 bilhões no mês passado. No mesmo período de 2022, o montante havia sido de US$ 10,793 bilhões. Em janeiro, foram contabilizados US$ 6,877 bilhões em IDP.

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) subiu 2,5 pontos em março, para 87,0 pontos. Em médias móveis trimestrais, o índice ainda se mantém em queda pelo quarto mês consecutivo ao recuar 0,3 ponto, para 85,8 pontos.

Balança comercial brasileira teve saldo positivo de US$ 1,2 bilhão na 4ª semana de março, segundo informações da Secretaria de Comércio Exterior informou nesta segunda-feira (27). Com isso, a balança acumulada do ano apresenta superávit de US$ 13,099 bilhões.

 

Boletim Focus - A mediana para a alta do PIB em 2023 oscilou de 0,88% para 0,90%, contra 0,84% há um mês. A projeção de inflação (IPCA) para este ano feita pelo analistas de mercado registrou nova queda nesta semana, de 5,95% para 5,93%.

A previsão da taxa de juros básica da economia brasileira (Selic) foi mantida em 12,75% para 2023, enquanto a estimativa para o dólar foi mantida em R$ 5,25.

 

Adiamento da viagem de Lula à China - Por orientações médicas, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) anunciou no sábado (25) que não viajaria mais para a China. O adiamento foi comunicado às autoridades chinesas, “com a reiteração do desejo de marcar a visita em nova data”.

Lula fez exames na última quinta-feira (23) no Hospital Sírio Libanês, onde recebeu o diagnóstico de broncopneumonia bacteriana e viral por influenza A e iniciou tratamento.

Segundo nota assinada pela médica Ana Helena Germoglio, apesar da melhora clínica, o serviço médico da Presidência da República recomenda o adiamento da viagem para China até que se encerre o ciclo de transmissão viral.

O presidente buscaria a ampliação das relações comerciais entre os dois países. Na comitiva, estariam centenas de empresários, além de governadores, senadores, deputados federais e ministros que compõem o seu governo.

Com o cancelamento da ida de Lula, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e o presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), também cancelaram a visita ao país asiático neste momento.

Dada a complexidade da agenda – com a previsão de várias reuniões bilaterais e com empresários – a ida da comitiva brasileira para o país asiático pode ocorrer somente em maio, informou a colunista Ana Flor, do g1 e da GloboNews.

 

Agenda na China - O ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro (PSD), que já estava na China, vai ser o único representante do Executivo que com os compromissos mantidos no país asiático.

Fávaro embarcou para a China na última segunda-feira (20). As agendas dele com chineses começaram na quinta-feira (23). O ministro deve retornar ao Brasil na próxima quinta-feira (30).

O encontro da APEC [Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico] foi mantido.

A posse da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) à frente do New Development Bank (NDB), o banco do Brics, continua agendada para a próxima quinta-feira (30).

 

Marco fiscal - Com o cancelamento da viagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à China, o governo federal pode seguir na definição da nova regra fiscal nesta semana, informou o jornal Valor.

A área técnica do Ministério da Fazenda já respondeu às dúvidas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre as novas regras fiscais que substituirão o teto de gastos, disse na sexta-feira (24) o ministro da Fazenda, Fernando Haddad.

 

Planejamento - A ministra do Planejamento, Simone Tebet, comentou que ata do Banco Central sobre a decisão de juros deve "vir ao encontro do que está acontecendo com o Brasil". Em evento em São Paulo, ela reafirmou que o Congresso deve aprovar o arcabouço fiscal proposto. Sobre a reforma tributária, Tebet garantiu que o assunto está bem amadurecido no Congresso.

Tebet também afirmou que o governo vai zerar o déficit das contas públicas já a partir do final do ano que vem. Para este ano, a previsão oficial do governo é de um déficit primário de R$ 107,6 bilhões.

"Muitos acham que o grande desafio é zerar o déficit fiscal. Não é, porque nós vamos zerar o déficit já partir do final do ano que vem. Essa é uma meta, não só do ministério do Planejamento e Orçamento e também do Ministério da Fazenda", disse em evento promovido pela Arko Advice.

 

Juros - No day after do Copom, Roberto Campos Neto tentou baixar a temperatura do ambiente com Fernando Haddad. Apesar do duro comunicado que seguiu ao anúncio da manutenção da Selic em 13,75%, o presidente do BC procurou o ministro na manhã de quinta-feira (23), informou o blog do colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

O mesmo jornalista revelou que Luiz Marinho, ministro do Trabalho, possesso com a decisão do comitê na quarta-feira (22), dizia nos bastidores que convocaria a CUT para cercar a residência de RCN.

 

Consignados do INSS - Em relação ao novo teto do consignado a beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Fernando Haddad declarou que o governo ainda analisa o novo patamar, enquanto descobre novos problemas. “Alguns bancos já estão com taxa inferior a 2% [ao mês], mas a gente identificou outros problemas que precisam, que até inspiram mais cuidados, por exemplo, o rotativo do consignado”, disse.

 

Arthur Lira vs. Rodrigo Pacheco - A cúpula do Senado Federal está em pé de guerra com Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados, após sua ameaça de boicotar as comissões especiais para analisar medidas provisórias (MPs), informou o colunista Guilherme Amado, do jornal Metrópoles.

Rodrigo Pacheco (PSD-MG), presidente do Senado, determinou a instalação das comissões mistas com, senadores e deputados, para analisar MPs, no que categorizou um encerramento ao trâmite instituído durante a pandemia de Covid-19, em que os deputados federais apreciavam primeiro as medidas de interesse do governo.

Em ofício, Lira questionou a decisão e considera a atitude arbitrária.

O presidente da Câmara ponderou que o procedimento "tolheu o direito regimental de deputados e deputadas federais de contraditar a questão de ordem". Lira argumenta ainda que o correto seria que a decisão fosse tomada em sessão do Congresso Nacional, de acordo com informações do jornal Correio Braziliense.

Em outro momento, o presidente da Câmara dos Deputados fez chegar ao Supremo Tribunal Federal (STF) o recado de que o assunto era interno do Congresso Nacional.

 

Emendas parlamentares - Pressionado pelo Congresso a liberar o pagamento de emendas parlamentares do ano passado, o governo Lula decidiu soltar na próxima semana R$ 3 bilhões para contemplar prefeitos e agradar deputados e senadores de todos os partidos, inclusive da oposição, informou o jornalista Valdo Cruz, do g1 e da GloboNews.

 

Diretorias do BC - O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, levou para Lula cinco nomes, para que ele escolhesse dois novos diretores — o de política monetária e de fiscalização do Banco Central (BC), informou o blog do colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Para comandar a fiscalização, Rodrigo Monteiro, funcionário de carreira, foi o escolhido.

A dúvida, de fato, reside na chefia da política monetária. Para essa vaga, há quatro pessoas trabalham ao mercado financeiro na disputa. Inicialmente, vazou o nome de Rodolfo Fróes, mas ele seria apenas um dos quatro que concorreram à cadeira, reportou o jornalista. E não seria, de modo algum, o favorito.

 

STF - Aliados do advogado Cristiano Zanin, favorito de Lula para a primeira vaga que vai ser aberta no Supremo Tribunal Federal (STF) com a aposentadoria do ministro Ricardo Lewandowski, já se movimentam para pavimentar o caminho da aprovação ao seu nome no Senado, segundo a equipe da coluna de Malu Gaspar, do jornal O Globo, apurou com seis fontes que acompanham de perto os bastidores da disputa.

 

Balanços

 

Veja a agenda de balanços que serão divulgados nesta segunda-feira:

Empresa Código Data Horário
Bradespar BRAP4 27 de março Antes da abertura
Dexxos  DEXP3 27 de março Antes da abertura
Dotz DOTZ3 27 de março Antes da abertura
Ânima ANIM3 27 de março Depois do fechamento
ClearSale CLSA3 27 de março Depois do fechamento
Espaçolaser ESPA3 27 de março Depois do fechamento
Rede D Or RDOR3 27 de março Depois do fechamento
Saraiva SLED3 27 de março Depois do fechamento
Tupy TUPY3 27 de março Depois do fechamento

 

Veja a agenda de balanços que serão divulgados ao longo desta semana:

Empresa Código Data Horário
Alphaville AVLL3 28 de março Depois do fechamento
Ambipar AMBP3 28 de março Depois do fechamento
Boa Vista BOAS3 28 de março Depois do fechamento
Cruzeiro do Sul CSED3 28 de março Depois do fechamento
Dasa DASA3 28 de março Depois do fechamento
Even EVEN3 28 de março Depois do fechamento
Fertilizantes Heringer FHER4 28 de março Depois do fechamento
Gafisa GFSA3 28 de março Depois do fechamento
Helbor HBOR3 28 de março Depois do fechamento
IMC MEAL3 28 de março Depois do fechamento
Kora  KRSA3 28 de março Depois do fechamento
Light LIGT3 28 de março Depois do fechamento
Melnick MELK3 28 de março Depois do fechamento
Mobly MBLY3 28 de março Depois do fechamento
Multi MLAS3 28 de março Depois do fechamento
Oncoclínicas ONCO3 28 de março Depois do fechamento
OSX OSXB3 28 de março Depois do fechamento
Qualicorp QUAL3 28 de março Depois do fechamento
Renova  RNEW4 28 de março Depois do fechamento
Springs  SGPS3 28 de março Depois do fechamento
Viver VIVR3 28 de março Depois do fechamento
WLM  WLMM4 28 de março Depois do fechamento
Agrogalaxy AGXY3 29 de março Depois do fechamento
Alper  APER3 29 de março Depois do fechamento
Americanas AMER3 29 de março Depois do fechamento
Azevedo & Travassos AZEV4 29 de março Depois do fechamento
Bahema BAHI3 29 de março Depois do fechamento
Celesc CLSC4 29 de março Depois do fechamento
Desktop DESK3 29 de março Depois do fechamento
Equatorial  EQTL3 29 de março Depois do fechamento
GetNinjas NINJ3 29 de março Depois do fechamento
Lupatech LUPA3 29 de março Depois do fechamento
Nexpe NEXP3 29 de março Depois do fechamento
Orizon ORVR3 29 de março Depois do fechamento
Veste VSTE3 29 de março Depois do fechamento
CR2 CRDE3 31 de março Depois do fechamento
Dommo  DMMO3 31 de março Depois do fechamento
Marisa  AMAR3 31 de março Depois do fechamento
Westwing WEST3 31 de março Depois do fechamento

 

Economia global - O Banco Mundial divulgou um novo relatório sobre as perspectivas econômicas para os próximos anos e afirmou que a taxa máxima de longo prazo na qual pode crescer sem causar inflação deve cair para uma baixa em três décadas até 2030. O relatório afirma que quase todas as forças econômicas que impulsionaram o progresso nas últimas três décadas estão desaparecendo. Por isso, a instituição espera que o potencial de crescimento médio do Produto Interno Bruto (PIB) mundial entre 2022 e 2023 recue para 2,2% ao ano.

 

EUA

No último domingo (26), o Federal Deposit Insurance Corporation (FDIC) firmou um contrato de compra e assunção para todos os depósitos e empréstimos do Silicon Valley Bank pelo First Citizens.

As dezessete antigas agências do SVB abrirão como First Citizens nesta segunda-feira, 27 de março de 2023.

Os clientes devem continuar a usar sua agência atual até que receber notificação do First Citizens de que as conversões de sistemas foram concluídas para permitir serviços bancários completos em todas as outras filiais.

Os depositantes tornar-se-ão automaticamente depositantes do First Citizens. Todos os depósitos assumidos pelo First Citizens continuarão a ser segurados pelo FDIC até o limite do seguro. 

Veja a nota completa aqui.

 

Em outra frente, o presidente do Federal Reserve de Minneapolis, Neel Kashkari, comentou que o estresse bancário atravessado recentemente aproxima o País de uma recessão. (Reuters)

 

Ásia

China - O lucro industrial retraiu 22,9% no período de janeiro a fevereiro em comparação com o mesmo intervalo do ano anterior.

 

Europa

Alemanha (Ifo Business Climate Index) - “O clima na economia alemã melhorou. O índice de clima empresarial apurado pelo Ifo subiu para 93,3 pontos em março, depois de ter ficado em 91,1 pontos em fevereiro”, explicaram os economistas de Ifo, em nota divulgada nesta segunda-feira.

 

As informações são de Agência Brasil, O Estado de S.Paulo, O Globo, g1, Reuters e Valor.