quarta, 25 de maio de 2022
SpaceDica

Taxa de corretagem: o que é e quanto cada corretora cobra

A taxa de corretagem é aplicada em transações na bolsa de valores, funcionando como uma comissão. Porém, nem todas corretoras realizam essa cobrança

01 março 2022 - 13h30Por Guilherme Roque
 - Crédito: M. B. M. via Unsplash

Em janeiro de 2022, o número de investidores pessoas físicas na B3, a bolsa de valores brasileira, atingiu a marca de 5 milhões. Esses novos investidores buscam na renda variável um maior retorno quando comparado com outros tipos de investimento, como a renda fixa.

Porém, quando chega a hora de escolher os serviços para realizar as compras e vendas de ações, muitos investidores se deparam com diversas taxas que incidem sobre as movimentações financeiras. Uma delas é a taxa de corretagem.

A taxa de corretagem nada mais é do que a taxa que a corretora cobra para realizar as transações na bolsa de valores – no caso do Brasil, a B3 –, funcionando como uma comissão. Somente as corretoras têm autorização para negociar no pregão e, por isso, fazem uma cobrança para os seus clientes (confira ao final da matéria a taxa de corretagem de algumas corretoras).

Taxa zerada: vale a pena?

Mas é preciso atenção para que o barato não saia caro, alerta Fabio Murad, planejador financeiro e CO-CEO da SpaceMoney. Algumas corretoras oferecem taxa zerada, porém, segundo Murad, isso pode não valer a pena, caso a corretora deixe de oferecer serviços de qualidade para seus clientes. No fim, isso pode acabar refletindo nos ganhos do investidor.

Como escolher?

A escolha deve ser feita com cuidado e atendendo ao perfil do investidor. Normalmente, as corretoras têm taxas diferentes para o tipo de operação: há taxas para o chamado “swing trade”, que se refere aos investimentos feitos em dias diferentes, e o “day trade”, que é o movimento mais rápido de compra e venda de ações, realizado por meio de diversas movimentações financeiras na Bolsa ao longo de um único dia.

O indicado é conhecer o seu perfil de investimento e escolher a corretora com os serviços e taxas que acompanham os seus interesses. Murad, por exemplo, diz que para o investidor que pretende realizar diversas operações durante o dia, a escolha de uma corretora com um serviço de home broker e aplicativos de qualidade é o ideal.

“É muito importante observar se a plataforma trava muito, sua latência e se é muito instável. Se uma plataforma não tem taxa de corretagem, mas também não tem gráficos e uma série de funcionalidades que seriam úteis para uma pessoa que faz day trade, é mais sensato pagar um custo maior para ter um sistema mais confiável”, afirma o planejador financeiro. 

Confira a taxa de corretagem por corretora:

Corretora Taxa de corretagem
Ativa Investimentos R$ 4,90 por ordem para swing trade e R$ 2,90 para day trade
BTG Pactual

Tabela regressiva (o valor cobrado por ordem diminui à medida em que o cliente vai realizando operações)

Clear Taxa zero
Nuinvest Taxa zero
Órama Operações Bovespa via Home Broker e exercício automático- taxa zero
Operações via Mesa e estruturadas  -tabela Bovespa
XP Investimentos R$ 4,90 para swing trade e R$ 2,90 para day trade
Banco Inter Taxa zero
Toro Investimentos Taxa zero
Warren Taxa zero

*Fonte: site das corretoras, consultados no dia 25 de fevereiro de 2022

Matéria atualizada em 25/02/2022

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content