Menu
Busca sexta, 17 de setembro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
SpaceDica

Do BBB a loterias: como proteger o patrimônio adquirido com prêmios em dinheiro

22 janeiro 2021 - 12h00Por Larissa Vitória

Já imaginou começar o ano com sua vida de sempre, contando o salário para pagar as contas, e, de repente, tornar-se um milionário? É isso que pode acontecer com um dos 20 participantes da próxima edição do Big Brother Brasil, reality show da TV Globo que premia o vencedor com R$ 1,5 milhão.

Porém, em um país onde a educação financeira não alcança grande parte da população — cerca de 48% dos brasileiros sequer têm controle sobre o seu orçamento mensal, segundo uma pesquisa feita pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) —, ganhar uma bolada milionária não é garantia de um futuro sem preocupações.

O presidente da Abefin (Associação Brasileira de Educadores Financeiros), Reinaldo Domingos, explica que os hábitos de consumo e a administração financeira que as pessoas já tinham antes de receber uma soma alta de dinheiro provavelmente os acompanharão na nova situação de vida.

“Para alguém que não tinha nenhum dinheiro guardado antes, por ter construído hábitos de consumo e endividamento, é muito grande o risco de ficar na mesma situação financeira de antes, ou até pior, pouco tempo após ganhar o prêmio”, afirma Domingos.

Investir ou poupar?

O que fazer então caso fique milionário da noite para o dia? Uma atitude comum da maioria dos vencedores do reality global foi apostar em imóveis para multiplicar o patrimônio. A campeã da sexta edição do BBB, por exemplo, Mara Viana, comprou uma pousada e investiu em outros imóveis em sua cidade natal, Porto Seguro-BA, de onde tira sua renda hoje em dia.

Já o vitorioso de 2005, o jornalista Jean Wyllys, que posteriormente tornou-se um político brasileiro, adquiriu dois apartamentos e uma casa após o fim do programa e declarou R$ 1,2 milhão em patrimônio ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) nas eleições de 2018.

Domingos, que além de educador também é terapeuta financeiro, explica que as pessoas tendem a apostar nos imóveis porque esse é um investimento que passa segurança. Ele conta, porém, que muitas vezes os novos milionários se esquecem de considerar outros custos envolvidos nas transações.

“O custo de vida aumenta na mesma proporção do valor dos bens, então é preciso considerar quanto custará o IPTU, o condomínio, as reformas e a mobília nova, por exemplo. Percebe quantos gastos estão envolvidos? É assim que o dinheiro derrete”, aponta ele.

Proteção financeira é essencial, diz educador

Segundo Domingos, a primeira orientação que daria ao futuro vencedor do BBB ou da loteria seria buscar a ajuda de um terapeuta financeiro para entender a situação econômica atual, os sonhos do indivíduo e indicar maneiras com as quais ele pode proteger o seu patrimônio da desvalorização.

“Não precisa guardar tudo, mas pelo menos 90% do valor devem ser blindados contra os efeitos da inflação em investimentos que rendam, no mínimo, 5% ou 6% ao ano”, diz o educador. 

Entre suas indicações para quem nunca teve experiências com investimentos, Domingos cita as LCAs (Letra de Crédito do Agronegócio) e LCIs (Letra de Crédito Imobiliário), que são isentas de Imposto de Renda (IR), e o Tesouro Direto. De acordo com ele, com os rendimentos do montante é possível ter uma renda passiva que poderá somar-se aos ganhos mensais que já existiam antes do prêmio.

Domingos alerta, porém, que metade dos rendimentos deve ser preservada para garantir a manutenção do poder de compra: “Hoje, com R$ 1,5 milhão eu consigo adquirir muitos bens e, daqui a cerca de cinco anos, comprarei apenas 20% dos mesmos itens com o mesmo valor. Essa será a minha perda de poder aquisitivo caso retire todo o rendimento e estanque o crescimento do dinheiro aplicado”, finaliza.
 

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: