Menu
Busca domingo, 24 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Avaliação Bolsonaro

XP: reprovação do governo Bolsonaro para de subir e aprovação tem leve alta

29 maio 2020 - 09h37Por Investing.com
Investing.com - A avaliação negativa do governo do presidente Jair Bolsonaro interrompeu a tendência de alta depois subir 8 pontos percentuais no fim de abril, revelou pesquisa XP/Ipespe realizada entre terça e quarta-feira, após divulgação do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril em que o ex-ministro da Justiça Sergio Moro acusa o presidente de tentar interferir na Polícia Federal. O grupo de pessoas que avalia o governo ruim ou péssimo caiu um ponto percentual em relação ao último levantamento, indo a 49% ante 50% anteriormente. Em relação ao grupo que avalia como ótimo ou bom o governo, houve uma elevação de 1 ponto percentual, para 26% de 25% anteriormente. Já 23% avaliam o governo regular. O levantamento questionou as pessoas entrevistadas sobre o conteúdo do vídeo da reunião ministerial divulgado na última sexta-feira, sendo que 71% tomaram conhecimento da gravação, dos quais 59% avaliam que a divulgação é negativa para o governo, contra 30% que acreditam ser positiva. Em relação à disputa de versões entre Moro e Bolsonaro, 46% dizem que o ex-ministro é quem fala mais a verdade, enquanto 21% apontam o presidente. Em relação ao enfrentamento da crise, a avaliação negativa da conduta de Bolsoaro teve uma queda de 3 pontos percentuais, para 55%, interrompendo a escalada de deterioração que havia começado em março. Enquanto 20% consideram boa ou ótima a conduta do presidente neste quesito, contra 21% na semana passada. Já 54% acham que a economia está indo para o caminho errado, contra 57% no levantamento anterior, enquanto os que veem que ela está indo para o caminho certo caiu de 28% para 27%. Em relação ao coronavírus, 21% dizem que não estão com medo do vírus, contra 22% na semana. Já 41% afirmam estar com pouco de medo, contra 35% no levantamento anterior. E 37% disseram estar com muito medo, uma queda em relação aos 43% que afirmaram o mesmo na semana passada. Foram ouvidas mil pessoas entre 26 e 27 de maio e a margem de erro é de 3,2 pontos percentuais.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: