Menu
Busca quarta, 20 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
SulAmérica

SulAmérica despenca mais de 10% após balanço do 1º trimestre

14 maio 2020 - 12h36Por Investing.com
Por Gabriel Codas Investing.com - Depois de reportar forte queda no lucro do primeiro trimestre, as ações da Sul América (SA:SULA11) operam com expressiva desvalorização na manhã desta quinta-feira na bolsa paulista, liderando as perdas do Ibovespa hoje. Os números foram frontalmente atingidos pela desvalorização dos ativos da carteira de investimentos da companhia em renda variável, na esteira da volatilidade provocada pela pandemia do coronavírus. A empresa de seguros e de gestão de recursos anunciou que teve lucro líquido de R$ 79,7 milhões no período, queda de 64,3% ante o apurado em igual etapa de 2019. Por volta das 12h35, os papéis recuavam 10,42% a R$ 36,44.

Avaliação dos analistas

O BTG Pactual (SA:BPAC11) reitera a recomendação de compra de Sul América, destacando que a imagem parece um pouco mais desfocada no primeiro trimestre, portanto, não descarta uma correção no preço das ações. No entanto, a equipe entende como uma boa oportunidade de compra, pois a história continua sendo boa, principalmente considerando a avaliação atraente (15x P/E 2021 e 1,9x P/BV). Com os ativos vendidos a mais de 4x P / BV, o fechamento do negócio de automóveis com a Allianz (DE:ALVG) deve gerar grande valor. A equipe aproveita a oportunidade para estabelecer um novo preço-alvo de R$ 48, contra os R$ 79, assumindo o mais recente custo de capital do Brasil, um cenário de crescimento orgânico mais conservador e provisões mais altas. Na leitura da XP Investimentos, a Sul América postou resultados fracos neste primeiro trimestre de 2020, com o lucro 68% abaixo do consenso de R$ 80 milhões (vs. R$ 224 milhões no 1T19) e um retorno sob patrimônio líquido de 4,5% no trimestre (vs. 17,6% no 4T19); Os analistas avaliam que o resultado negativo foi principalmente derivado de menores receitas; maior sinistralidade; e menor resultado de investimento. O lucro antes do imposto foi ainda mais fraco, 77% abaixo do esperado em R$ 87 milhões, uma vez que a alíquota efetiva de imposto no trimestre foi inesperadamente baixa; Além disso, a seguradora decidiu iniciar um programa de recompra de ações que pode atingir 3,55% das que circulavam no mercado no fim de abril. E embora o resultado tenha sido efetivamente negativo, a corretora espera queda nos preços, mas continua acreditando que os prospectos de longo prazo da seguradora sejam positivos. Sendo assim, também reitera a recomendação de compra com preço-alvo de R$ 47,00.

Dados do balanço

Por um lado, a receita operacional alcançou 5,6 bilhões de reais, 7,2% maior do que um ano antes, impulsionada pelos segmentos de saúde e odonto, previdência e gestão e administração de ativos. Na outra ponta, o resultado financeiro foi severamente impactado pela deterioração dos mercados financeiros, com redução de 77% ano a ano, para 39,3 milhões de reais. Embora a alocação em renda variável represente apenas cerca de 1% do portfólio da companhia, a expressiva desvalorização do mercado de ações no período trouxe um impacto bruto negativo de 72 milhões de reais no resultado financeiro, disse a empresa. Sobre a expectativa para os resultados operacionais, a Sul América disse no balanço que, desde o fim de março tem percebido importante redução nas frequências de procedimentos eletivos (principalmente consultas, exames e internações) durante a quarentena estabelecida pelos governos estaduais, o que pode impactar os índices de sinistralidade no curto prazo.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: