Menu
Busca quarta, 20 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Sabesp Equatorial

Sabesp e Equatorial estão na disputa por concessão de água em Maceió

28 setembro 2020 - 10h58Por Investing.com

Por Gabriel Codas, da Investing.com - A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp - SA:SBSP3) divulgou fato relevante na sexta-feira informando que, em conjunto com a Iguá Saneamento, líder majoritária do consórcio, entregou Proposta Comercial relativa a Concorrência Pública, promovida pelo Estado de Alagoas, por meio da Secretaria de Infraestrutura, cujo objeto é a concessão da prestação dos serviços de água e esgoto na região metropolitana de Maceió. A Equatorial também está na disputa, junto com a Sonel.

Por volta das 10h45, as ações das Sabesp subiam 0,58% a R$ 48,59 e as da Equatorial operava estável a R$ 22,60. O volume negociado era, respectivamente de R$ 19,33 e de R$ 49,22 milhões. O Ibovespa avançava 1% a 97.897 pontos.

De acordo com o BNDES, a licitação recebeu sete propostas e a publicação do resultado da concorrência está prevista para o dia 30 de setembro (quarta), na sede da B3).

O critério para seleção do grupo vencedor será a oferta de maior outorga pela concessão, com o valor mínimo estipulado em R$ 15.125.000,00. O consórcio vencedor assume a responsabilidade pela distribuição de água e pela coleta de esgoto para 1,5 milhão de habitantes em 13 cidades da grande Maceió. Para isso, deverá investir um total de R$ 2,6 bilhões em infraestrutura de saneamento básico ao longo dos 35 anos de contrato – R$ 2 bilhões deste total nos primeiros seis anos. A Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), por sua vez, seguirá à frente da captação e do tratamento da água e venda desta água tratada para o concessionário distribuir para os usuários.

Em nota enviada a clientes, a XP Investimentos destaca que o leilão deverá ter a participação de outras grandes operadoras do setor e grupos menos conhecidos. Também são apontados como participantes do leilão a: Aegea; a Águas do Brasil; a BRK; um consórcio formado por Equatorial e a empresa Sonel (que já teve uma concessão no Espírito Santo, posteriormente vendida à Aegea); um consórcio composto pelas empresas Enops e Aviva; e um consórcio formado por Conasa, Zeta e Elo. A concessão de Alagoas será a primeira, de uma carteira de projetos estruturados pelo BNDES, a testar o apetite do mercado pelos serviços de saneamento após a aprovação do novo marco regulatório do setor.

Os analistas da corretora apontam que não é possível, por enquanto, avaliar os impactos econômico-financeiros de uma eventual vitória do consórcio Sabesp-Iguá no leilão de Alagoas, assim como no caso de Equatorial Energia (SA:EQTL3). A equipe manteve a recomendação Neutra para ambas as ações, com preço-alvo de R$51/ação para Sabesp e R$22/ação para Equatorial, respectivamente.

Equatorial Energia contrata assessores para avaliar privatizações de CEEE e CEB

A Equatorial Energia informou que contratou assessores para avaliar as potenciais operações de privatização das elétricas CEEE e CEB (SA:CEBR3), que pertencem aos governos estaduais do Rio Grande do Sul e do Distrito Federal.

O banco Santander (SA:SANB11) será assessor financeiro para análises sobre a potencial participação nos leilões dessas empresas, acrescentou a Equatorial em comunicado nesta segunda-feira, após questionamentos da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A companhia ressaltou, no entanto, que "conduz avaliações iniciais sobre a possibilidade de participar dos leilões" e disse que não há qualquer decisão sobre isso "e nem sobre qualquer operação envolvendo a aquisição de tais ativos".

A manifestação da empresa segue-se a reportagem do Valor Econômico na semana passada sobre o interesse nas privatizações.

Veja os fatores que influenciam os mercados hoje

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: