segunda, 17 de junho de 2024
Ações recomendadas

XP (XPBR31) decepcionou? BTG Pactual não vê alta nas ações no curto prazo

A empresa viu seu lucro crescer 29% (base anual) de janeiro a março deste ano, para R$ 1,03 bilhão

22 maio 2024 - 10h05Por Mari Galvão
XP InvestimentosXP Investimentos - Crédito: Reprodução

A XP Investimentos (XPBR31) divulgou seus números do 1º trimestre de 2024 na última terça-feira (21).

No geral, os resultados estavam em linha com as expectativas do BTG Pactual. A empresa viu seu lucro crescer 29% (base anual) de janeiro a março deste ano, para R$ 1,03 bilhão.

O BTG, que elevou as ações da XP em Nova York para compra em agosto, agora indica que a boa fase esperada não chegou.

Em relatório o banco afirmou que acreditava que a companhia havia amadurecido, aprendido com seus erros e otimizado a alocação de capital (com base em métricas que consideramos mais precisas).

"A tese era que, ao fazer isso, a XP protegeria seu ROE (retorno sobre patrimônio), enquanto esperávamos um aumento mais cíclico no mercado de capitais. Infelizmente, a recuperação cíclica não veio, e há frustração de que possa levar mais tempo para se materializar com as taxas permanecendo altas por mais tempo", afirmaram os analistas Eduardo Rosman, Ricardo Buchpiguel e Thiago Paura. 

Apesar disso, o banco ainda vê a XP como um ótimo veículo para investir quando o Brasil estiver com taxas mais baixas.

"Sim, a administração tem trabalhado em várias novas iniciativas, mas provavelmente são necessárias mais ações para que as ações ganhem impulso nos próximos meses", explica a equipe.

Ainda assim, o BTG recomenda compra nas ações nos Estados Unidos, com preço-alvo de US$ 28,00 em doze meses. No entanto, os analistas veem espaço limitado para alta das ações no curto prazo.