quarta, 08 de dezembro de 2021
Radar do IPO

Termina hoje período de reservas do IPO da Intelbras; Suno e Eleven não recomendam entrada

01 fevereiro 2021 - 09h12Por Redação SpaceMoney

Termina nesta seguinda-feira (1) o período de reservas de ações para quem deseja participar do IPO (Oferta Pública Inicial, da sigla em inglês) da Intelbras (INTB3), a maior fabricante nacional de câmeras e equipamentos de segurança eletrônica. As casas de análises Suno Research e Eleven não recomendam, de acordo com relatórios divulgados na última semana, a entrada dos investidores na oferta.

Com preço médio de R$ 17,25 por ação, de acordo com a faixa indicativa, a companhia poderá obter até R$ 751 milhões com a operação. Entre as aplicações para o recurso, a empresa destinará 35% ao crescimento inorgânico, 26% à expansão da capacidade produtiva e 38% a investimentos nas unidades que a compõem.

Para a Suno, a Intelbras possui “rentabilidade bastante atrativa para o mercado brasileiro, crescimento recorrente em suas receitas, margens razoáveis e baixo nível de dívida”. Contudo, a casa de análise ressalta que estes resultados positivos ocorreram apenas nos últimos três anos de uma companhia com quase 45 anos de história.

Este fator, somado à faixa de preço estipulada para as ações, levam a Suno a concluir que não há margem de segurança para participar do IPO. A casa de análise afirma que continuará “acompanhando de fora” para verificar como serão feitas as aquisições e quais resultados elas trarão para a empresa.

A Eleven também se preocupa com futuras aquisições da Intelbras e cita que, apesar de um histórico interessante de M&As (Fusões e Aquisições, da sigla em inglês), “a companhia tem pouca visibilidade de novas oportunidades” para aplicar os recursos obtidos com o IPO.

Além disso, a casa de análise aponta que a companhia “tem alta dependência de insumos importados e elevada exposição ao dólar” e, portanto, considera que a relação risco-retorno da oferta não é atrativa para os investidores.
 

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content