terça, 30 de novembro de 2021
Balanços 1T21

Magalu: e-commerce domina resultados mais uma vez; analistas recomendam compra

Por volta das 16h43, a ação tinha queda de 0,37% e era negociada a R$ 19,06

14 maio 2021 - 16h44Por Investing.com

Por Ana Carolina Siedschlag, da Investing.com - Os papéis do Magazine Luiza (SA:MGLU3) caíam 0,37% na tarde desta sexta-feira (14) após a companhia apresentar lucro líquido de R$ 258,6 milhões no 1º trimestre, crescimento de 739% quando comparado com o mesmo período de 2020.

Por volta das 16h43, a ação era negociada a R$ 19,06, com queda acumulada de 4,59% nos últimos trinta dias e alta de 18,92% nas últimas 52 semanas.

Para os analistas da Ativa Investimentos, o Magalu reportou resultado em linha com as expectativas, seguindo com o movimento de crescimento nas vendas online tanto no 1P como no 3P.

Além disso, escrevem, mesmo com as restrições e lockdowns, no mês de março, as lojas físicas da companhia tiveram uma queda pequena de -0,5% nas vendas mesmas lojas e apresentaram crescimento na comparação anual.

Eles dizem ver a companhia melhorando cada vez mais o sortimento, logística e funcionalidade da sua plataforma. Com isso, apesar de terem recomendação Neutra, com preço-alvo de R$ 26, eles dizem que o desconto que ocorreu no curto prazo pode ter sido maior do que o justo, e por isso devem revisar as premissas e o preço “para entender melhor essa dinâmica”.

Safra

Já os analistas do Safra apontam que o EBITDA do Magalu superou a previsão e o consenso, impulsionado pelo forte desempenho do comércio online e pelo crescimento positivo das vendas em lojas físicas.

Eles esperam que as ações ganhem impulso após a correção recente, quando os investidores reduziram as posições no varejo online com múltiplos mais altos. Assim, reiteraram a classificação de compra, com preço-alvo de R$ 32.

Mirae Asset

Os analistas da Mirae Asset apontaram também que o resultado divulgado ficou acima das expectativas, com forte aumento nas vendas pelo e-commerce.

Eles esperam que com a reabertura das lojas e recuperação da economia, as vendas físicas voltem a aumentar nos próximos meses e que as diversas aquisições continuem beneficiando o resultado da empresa.

Com isso, mantiveram a recomendação de Compra, com preço-alvo de R$ 28,29.

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Rev Content