Menu
Busca terça, 19 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Radar do IPO

IPO da Bemobi: Eleven recomenda que investidores fiquem de fora da oferta

03 fevereiro 2021 - 12h00Por Redação SpaceMoney

Termina na próxima sexta-feira (5) o período de reserva de ações do IPO (Oferta Pública Inicial, da sigla em inglês) da Bemobi Mobile Tech (BMOB3), um clube de assinatura de aplicativos para celulares com 34,6 milhões de assinantes presentes em 34 países. Em um relatório publicado na última sexta-feira (29), a Eleven Financial Research analisou a oferta da empresa e não recomenda a participação dos investidores.

Com preço médio estimado de R$ 20,35 por ação, de acordo com a faixa indicativa, a empresa poderá obter até R$ 1 bilhão com a operação e tem estreia prevista para 10 de fevereiro na B3, a bolsa brasileira. 

De acordo com o documento da Eleven, cerca de 45% do valor levantado será empregado no pagamento de obrigações e dividendos à controladora e também ao acionista vendedor.

A destinação escolhida para uma parcela dos ganhos, aliás, é um dos pontos negativos levantados no relatório: “Parte significativa do uso dos recursos não será alocada para financiar o ciclo de crescimento à frente". Para a Eleven, “não parece razoável” que a oferta base não contemple uma parcela secundária que permitiria a distribuição de dividendos aos atuais acionistas.

A casa de análises cita que o modelo de negócios B2B (De empresa para em empresa, da sigla em inglês) da Bemobi, com características como a recorrência de receitas e formato asset light é interessante, pois possui uma estrutura “bastante enxuta” que não requer investimentos relevantes.

Contudo, ao examinar o destino da captação e a relação risco x retorno, considerada não atrativa para uma oferta inicial, a Eleven opta por recomendar que os investidores não participem da operação.
 

Deixe seu Comentário

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: