quarta, 17 de abril de 2024
Ações

Camil (CAML3): XP reitera recomendação de compra, mas reduz preço-alvo; entenda por quê

Antes o preço sugerido era de R$ 12,30 e agora passou para R$ 11,60

10 março 2024 - 08h00Por José Chacon

A XP Investimentos considerou que 2023 foi um ano difícil para a Camil (CAML3), mas aposta que 2024 será positivo para a companhia, principalmente, pela inflexão em relação à alavancagem, o que deve abrir espaço para um melhor desempenho das ações.

Diante disso, a casa reiterou sua recomendação de compra para a CAML3, mas reduziu o preço-alvo de R$ 12,30 para R$ 11,60.

Na visão da XP, a combinação da aceleração das novas categorias da empresa, a alta alavancagem e os preços mais altos do açúcar foram responsáveis pelas dificuldades no fluxo de caixa da Camil ao longo de 2023, pressionando a alavancagem.

"Destacamos, no entanto, que mesmo com a perspectiva atual, a CAML emitiu R$ 650 milhões em dívida com uma taxa de juros média de CDI+1,50%, um patamar baixo. Além disso, projetamos que o 4T23 representará um ponto de inflexão na alavancagem, pois prevemos uma liberação de capital de giro de ~R$500 milhões em estoques mais baixos de arroz, abrindo espaço para um melhor desempenho das ações", comenta a casa.

Na análise, a estimativa é de que as novas categorias da companhia (massas, café e biscoitos) estejam operando com margens de um dígito médio a baixo, "muito abaixo de seu potencial, já que a Camil ainda está conectando as novas marcas à sua plataforma operacional e comercial, o que já era esperado".

"Conforme reforçado pela administração no Camil Day, devemos começar a ver as sinergias sendo capturadas nos próximos 12-18 meses", destaca a XP.

Embora mais lentamente do que o esperado pela XP, as aquisições feitas pela companhia estão apresentando bom crescimento, com novas marcas já relatando sólidos ganhos de market share, especialmente a União em café, segundo a casa. 

"A ociosidade das novas categorias está em ~50%, portanto, os volumes podem dobrar. Projetamos que os volumes atinjam seu potencial total somente em 2028, uma posição conservadora, em nossa opinião", projetou a XP.

 

Tags: Camil, CAML3, XP