quarta, 10 de agosto de 2022
[OGF - VIP - SPACENOW DESKTOP - TESTE A/B - 22-6-2-22]
Recomendações

Banco do Brasil (BBAS3): o que Genial, Itaú BBA, Morgan Stanley e XP acharam do balanço 1T22?

Analistas destacam o forte lucro líquido da empresa no período

12 maio 2022 - 10h56Por Redação SpaceMoney
agencia bbagencia bb

Às 10:24, as ações do Banco do Brasil (BBAS3) subiam 1,66%, ao preço de R$ 34,86 cada, enquanto o Ibovespa cedia 0,06%, aos 104.325 pontos. O movimento sucede a divulgação do balanço do primeiro trimestre da companhia.

O BB registrou um lucro líquido ajustado recorde de R$ 6,6 bilhões no primeiro trimestre de 2022, um crescimento anual de 34,4% e 11,5% maior que o computado nos três meses anteriores.

Para a XP, o resultado foi positivo, mesmo com a margem financeira (R$ 15,3 bilhões) pressionada pelo aumento nos custos de captação associados ao aperto do ciclo monetário.

[EBOOK - COMO INVESTIR 50k -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

Analistas reiteram que os números estão acima mesmo do guidance (R$ 23 - R$ 26 bilhões), se anualizado o resultado entre janeiro e março, e veem possibilidades de revisão para cima nas expectativas contidas em consenso de mercado. A XP reiterou recomendação de compra para BBAS3, como top pick do setor, com preço-alvo de R$ 52,00.

Já a Genial Investimentos destaca que os resultados foram ótimos, como o ROE (retorno sobre o patrimônio líquido) de 17,8%, patamar comparável a bancos privados.

Com seus fundamentos em franca melhoria e as ações negociadas ao valuation de meros 0,61x P/VP 22 e 3,97x P/L 22, analistas da Genial reiteram recomendação de compra para BBSA3, com preço-alvo de R$ 44,00.

[OGF - VIP -  SQUARE DETALHE NOTÍCIA 300X 250]

Eles calculam que, se utilizarmos o lucro do topo da faixa do guidance de R$ 26 bilhões (para onde o consenso deve migrar), o valuation cairia para a bagatela de 3,68x P/L 22.

Além do valuation descontado, contribuem para a recomendação:

  • a expectativa de melhora das receitas para o ano; 
  • carteira com mix mais conservador com bastante crédito consignado;
  • bons níveis de provisão com índice de cobertura acima da indústria;
  • bons resultados da Previ; e
  • capital robusto. 

Do lado negativo, o ambiente eleitoral de 2022 pode trazer volatilidade a cotação, dado risco político, destaca a Genial.

O Itaú BBA destacou o lucro líquido de R$ 6,6 bilhões e afirma que, em negociação a múltiplos atrativos, “o BB deve apresentar o maior crescimento de lucros e a melhor qualidade de crédito entre os grandes bancos sob cobertura”.

BBAS3 recebeu classificação outperform pelo Itaú BBA, com preço-alvo de R$ 44,00.

Morgan Stanley destacou, em seu relatório, que o índice de inadimplência do BB subiu na comparação com os três meses finais do ano passado, em razão da expansão de crédito e mudança de mix para empréstimos de alto risco.

Porém, a taxa caiu na comparação com o período entre janeiro e março de 2021 e permanece abaixo dos níveis aos meses anteriores à pandemia de Covid-19.

BBAS3, com isso, recebeu a recomendação overweight. O Morgan Stanley estipula preço-alvo de R$ 57,00 para a ação ao fim de 2022.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: