Menu
Busca domingo, 24 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
produção

Petróleo sobe 10% com ataques na Arábia Saudita

16 setembro 2019 - 09h58Por Angelo Pavini
Os preços do petróleo dispararam hoje, sob o impacto dos ataques a unidades de produção e refino da Arábia Saudita, maior exportador mundial. O barril do tipo Brent, negociado em Londres, sobe 10,88%, para US$ 66,77%, enquanto, em Nova York, o tipo WTI ganha 10,28%, para US$ 60,49. A estimativa é que haja uma redução de 5% na produção mundial, o que levará algumas semanas para ser recuperado. Há um estoque mundial que será usado para reduzir o impacto, mas mesmo assim os preços devem continuar em alta, o que também pode levar a um aumento de produção, já que com preços maiores campos menos rentáveis devem voltar a operar. Os preços mais altos podem prejudicar a economia mundial, que já enfrenta os efeitos da guerra comercial entre Estados Unidos e China. Ontem, a China divulgou dados de atividade industrial abaixo do esperado, reforçando a preocupação com seu crescimento. O impacto do petróleo na atividade dependerá, porém, da duração do aumento e da retomada da produção. Mas a tensão no Oriente Médio deve continuar, com o receio de novos ataques e com o confronto entre Estados Unidos e Irã. O governo iraniano é apontado como apoiador dos grupos que combatem a Arábia Saudita, aliado americano na região. As bolsas na Europa estão em queda, com o Índice Euro Stoxx 600 perdendo 0,41%. Nos mercados futuros, o Índice Dow Jones cai 0,35%, o Standard & Poor’s 500, 0,32% e o Nasdaq, 0,54%. No Brasil, o Índice Bovespa está em alta no mercado futuro, de 0,18%, em 104.030 pontos, com o impacto da alta das ações da Petrobras. Em Nova York, os recibos de ações (ADRs) da estatal brasileira estão em alta de 4%, o que pode ajudar a segurar o Ibovespa. Hoje também é dia de vendimento do mercado de opções de ações, o que pode também diluir o impacto da aversão a risco internacional. No período da tarde, após o exercício das opções, porém, o ambiente externo deve prevalecer. O dólar comercial está em ligeira alta, de 0,05%, vendido a R$ 4,09. Os juros futuros estão em queda, com o contrato futuro para 2024 projetando 6,79%, 0,05 ponto percentual menos que na sexta-feira. O post Petróleo sobe 10% com ataques na Arábia Saudita; Petrobras tem alta de 4% nos EUA e ajuda a segurar o Ibovespa apareceu primeiro em Arena do Pavini.
Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: