Menu
Busca domingo, 17 de outubro de 2021
Blue3 - Cotações
Blue3 - Cotações Mobile
Petrobras

Petrobras bate recorde de produção de diesel; ações caem com petróleo em queda

10 setembro 2020 - 11h33Por Investing.com

Por Gabriel Codas - Investing.com - Na parte da manhã desta quinta-feira, as ações da Petrobras (SA:PETR4) operam com perdas, com desempenho inferior ao do Ibovespa hoje. A estatal informou na véspera que alcançou, pelo terceiro mês consecutivo, o recorde de produção de diesel de baixo teor de enxofre (S-10), com 1,84 milhão de metros cúbicos fabricados em agosto. No entanto, a queda do preço do petróleo no exterior derruba a cotação dos papéis.

Por volta das 11h08, os papéis preferenciais caíam 1,10% a R$ 22,48, oscilando entre a mínima de R$ 22,37 e máxima de R$ 22,58, com R$ 262,53 milhões de volume negociado. Enquanto as ações ordinárias cediam 1,48% a R$ 22,68, variando entre R$ 22,61 e R$ 22,87, com R$ 62,63 milhões de volume negociado.

Produção de Diesel

O volume é ligeiramente maior que o total de 1,81 milhão de metros cúbicos registrado em julho e supera em 15% a marca de junho, de 1,6 milhão.

“Os sucessivos recordes de Diesel S-10 obtidos pela companhia acompanham a evolução dos motores de veículos pesados e utilitários movidos a diesel, responsáveis pela maior parte da circulação de mercadorias no território nacional”, disse a estatal.

Atualmente, existem no Brasil dois tipos de diesel rodoviário: o diesel S-500 e o diesel S-10, mas o S-500 é utilizado apenas por veículos fabricados até 2011.

A Petrobras ainda destacou que a Refinaria Henrique Lage (Revap), unidade da companhia em São José dos Campos (SP), também obteve o recorde mensal de produção de diesel S-10.

Em agosto, foram produzidos 203,5 mil metros cúbicos desse derivado, marca 10% superior ao recorde obtido em março deste ano, quando a produção havia sido de 185 mil.

Para este resultado, a estatal disse que o fator principal foi a elevação da carga da unidade de hidrotratamento de diesel U-262, após autorização definitiva obtida junto à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Petróleo

Os preços do petróleo recuavam nesta quinta-feira, após dados terem mostrados que os estoques nos Estados Unidos cresceram na semana passada e com a Administração de Informações de Energia (AIE) reduzindo suas perspectivas de demanda, mas o Brent ainda se mantinha acima dos 40 dólares por barril.

O petróleo Brent recuava 0,26 dólar, ou 0,59%, a 40,54 dólares por barril, às 10h40 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos caía 0,28 dólar, ou 0,74%, a 37,78 dólares por barril.

A AIE vai divulgar dados semanais oficiais de estoques nesta quinta-feira, um dia depois do normal devido ao feriado do Dia do Trabalho nesta semana nos Estados Unidos.

Dados do Instituto Americano do Petróleo (API) mostraram na quarta-feira que os estoques de petróleo do país cresceram inesperadamente em 3 milhões de barris na semana até 4 de setembro, com os casos de coronavírus crescendo em diversos Estados norte-americanos.

Dicas valiosas sobre investimentos e notícias atualizadas,
cadastre-se em nossa NEWSLETTER!

ou fale com a SpaceMoney: 

Baixe nosso app: